O site Cinepop conversou com o psicólogo clínico e mestre em psicopedagogia Mario Dias, que abordou alguns dos aspectos mais conflitantes do filme "Coringa" e o quanto a elaboração deste personagem está conectada com a nossa realidade.

Logo no início do longa é mostrado que Arthur Fleck possui um distúrbio que impede que ele tenha controle de sua risada marcante.

Sobre isto, o psicólogo afirma que causas orgânicas, por vezes, minúsculas, podem ser a origem de muitos distúrbios de personalidade.

Um fundo orgânico nos problemas mentais de Arthur, como má formação congênita no cérebro, ou um desequilíbrio químico, pode ser a causa de ele apresentar respostas estranhas em situações de estresse.

O psicólogo é perguntado se a pressão familiar e da sociedade contribuiria então para uma positividade tóxica. Mario Dias diz que talvez pessoas muito felizes podem estar sofrendo de episódios maníacos.

Arthur Fleck vs. Coringa

O psicólogo afirma que o Coringa é uma outra personalidade, uma espécie de resposta dissociativa de Arthur Fleck, uma espécie de defesa.

Então o Coringa acaba sendo mais forte que Arthur, por ser mais adaptado à realidade que eles vivem.

Coringa já havia alcançado a marca de US$ 1 bilhão no mundo todo, além de ser o filme para maiores de 18 anos mais rentável da história e também é o filme de super-heróis mais lucrativo de todos os tempos.

O filme de Todd Phillips está sendo exibido no Brasil desde o dia 3 de outubro, mais de dois milhões de pessoas no país já assistiram o filme.

O longa-metragem protagonizado por Joaquin Phoenix ficou na frente de outros blockbusters da Warner, como "Batman: O Cavaleiro das Trevas", "Senhor do Anéis: O Retorno do Rei" ou "Harry Potter: Relíquias da Morte 2".

18+

O site Observatório do Cinema lista algumas obras cinematográficas que, assim como o filme de Todd Phillips, partem de um universo mais associado ao público infantil e adolescente e as coloca em uma roupagem mais adulta.

Como, por exemplo, os dois filmes da Franquia do anti-herói "Deadpool", o primeiro filme sobre o mercenário da Marvel era até pouco tempo o filme com classificação para maiores de 18 anos com a maior bilheteria da história.

Outra franquia baseada em quadrinhos que fez sucesso com o público adulto foi a do personagem "Hellboy", que tinha o ator Ron Perlman interpretando o protagonista e o premiado cineasta Guillermo Del Toro na direção.

O site também colocou na lista o filme "Logan", a derradeira participação de Hugh Jackman como o personagem Wolverine da Marvel.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Cinema
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!