Na noite deste último domingo (15), um casal e uma criança foram mortos em Ponta Grossa, no Paraná, após o automóvel em que estavam ser atingido por cerca de 50 tiros.

Tudo aconteceu quando o casal Robson Ferreira, de 31 anos, e sua esposa Daniele Ferreira, de 27, estavam estacionados com o carro em frente ao portão de casa, na rua Santo Antônio, no bairro Chapada. No instante, homens armados apareceram em um outro automóvel e fizeram os disparos.

Além de Robson e Daniele, um dos filhos do casal, Breno, de seis anos, também foi ferido e socorrido, mas devido à gravidade de seu quadro de saúde, a criança não resistiu e acabou morrendo a caminho do hospital.

Dentro do veículo da família ainda estavam outros dois filhos do casal, uma menina de quatro anos, que foi ferida na região do quadril, e um menino de apenas dois anos, que sofreu apenas arranhões pelo corpo.

Segundo os médicos, o estado de saúde da menina é estável, e o menino se encontra em observação.

Durante o ataque, uma mulher de 26 anos de idade e uma outra criança que estavam na calçada também foram feridos e encaminhados a uma unidade de saúde.

Após o crime, a área foi isolada para que membros do Instituto Geral de Perícia (IGP) pudessem realizar os primeiros trabalhos investigativos. De acordo com os agentes da Polícia Civil, cerca de 50 disparos teriam acertado o veículo da família.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Relacionamento

Conforme o delegado titular responsável pela investigação do caso, Nagib Palma, Robson estava envolvido com o tráfico de drogas e tinha acabado de sair da prisão utilizando uma tornozeleira eletrônica, pois respondia em liberdade por roubo.

Robson seria o principal alvo dos criminosos

Ainda conforme o delegado Palma, da Delegacia de Polícia de Ponta Grossa, o pai das crianças seria o principal alvo do ataque e a motivação do crime seria um eventual acerto de conta entre criminosos rivais, pois há suspeitas de que Robson também estivesse envolvido com o trafico de drogas da região.

Até o momento os agentes ainda não têm pistas dos assassinos, que após o crime fugiram rapidamente do local.

Horas depois do ocorrido, um automóvel foi encontrado carbonizado na região, mas os agentes civis ainda não sabem se o veículo foi utilizado na ação pelos criminosos.

Imagens de câmeras de segurança também poderão ajudar a polícia a identificar os criminosos. Qualquer informação anônima que possa ajudar a desvendar o caso poderão ser realizadas pelo telefone 190, lembrando que todas as informações repassadas serão verificadas e a identidade do denunciante será mantida no máximo absoluto sigilo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo