O comentário feito pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, no Seminário de Abertura do Ano Legislativo da Revista Voto, em Brasília, nesta quarta-feira (12), sobre empregada domestica viajar para Disneylândia, repercutiu e tomou conta da web.

Depois do comentário, o nome do personagem de Caco Antibes, personagem interpretado por Miguel Falabella no programa "Sai de Baixo", da TV Globo, estava no Trending Topics do Twitter.

Paulo Guedes passou a ser chamado de ministro Caco Antibes, influenciadores digitais e políticos usaram o personagem para ilustrar que possivelmente o ministro da economia e o Governo odeia pobres.

O youtuber Felipe Castanhari postou um vídeo de 2010 onde o ator e humorista Marcelo Adnet interpreta um homem rico que lamenta que viajar de avião popularizou, e que pobre estava usando o meio de locomoção para viajar, e que eles deveriam voltar a usar o ônibus. Em outro momento, Castanhari escreveu que o governo não gosta de pobre.

No entanto, quem ganhou espaço foram os memes e vídeos antigos de Caco Antibes falando de pobre viajando de avião, e os comentários de que, na verdade, o ministro da Economia do Brasil é Caco Antibes. Em um dos vídeos ele fala que odeia ver pobre viajando para Miami, para comprar produto para revender.





Até o momento, Paulo Guedes e Caco Antibes é um dos assuntos mais comentados no Twitter, e o ator Miguel Falabella se pronunciou sobre a comparação.

“Caco Antibes é um personagem psicótico da ficção, que representa o que há de pior na elite brasileira. Ser comparado a ele deveria ser uma vergonha para o ministro”, afirmou Falabella.



Doméstica ia pra Disney com dólar barato, disse Paulo Guedes

Durante um evento realizado em Brasília, o ministro Paulo Guedes falou sobre a alta do dólar e destacou que é bom para todo mundo que o dólar fique um bom pouco mais alto, e recordou o período em que o real estava valorizado, e disse que empregada doméstica estava indo para a Disney, “uma festa danada”, disse.

O ministro Paulo Guedes participou do Seminário de Abertura do Ano Legislativo da Revista Voto, e durante o discurso ele sugeriu que as pessoas façam turismo no Brasil. Ele afirmou que deveria passear em Foz do Iguaçu, no Nordeste, e quem tem muitas praias bonitas no país e ir conhecer a cidade onde Roberto Carlos nasceu.

“Vai passear, conhecer o Brasil”, disse.

Logo em seguida ele tentou reestruturar a sua fala sobre empregadas domésticas, mas, continuou não agradando e repercutiu do mesmo jeito inclusive nas redes sociais.

Paulo Guedes tentou reparar o comentário

“Não, o ministro está dizendo que o câmbio estava tão barato que todo mundo estava indo para a Disneylândia, até as classes mais baixas”, declarou.

Ele explicou que todo mundo tem que ir para a Disney para conhecer, mas, não ir 4 vezes ao ano. Com dólar baixo estava indo 4 vezes ao ano, ele aconselhou ir para cidades brasileiras, como Chapada Diamantina ir na selva amazônica, e ir apenas uma vez ao ano na Disneylândia.

Paulo Guedes criticou o dólar baixo durante o seminário e relatou que Brasil estava ancorado em juros altos e câmbio desvalorizado, e agora mudou.

De acordo com ministro é melhor ter juros a 14% ao ano e câmbio a R$ 1,80.

Paulo Guedes chamou servidores de Parasitas

Esta não foi a primeira polêmica que o ministro da economia se envolveu, nesta semana ele fez uma declaração que deixou servidores públicos descontentes, por comparar eles a parasitas.

Na declaração, Paulo Guedes argumentou que a máquina pública não se sustenta financeiramente e por motivos fiscais o funcionalismo público precisa ser revisto. “O hospedeiro está morrendo, o cara virou um parasita, o dinheiro não chegou no povo e ele quer aumento automático”, declarou Guedes.

Com a repercussão, o ministro pediu desculpas, e por meio de nota ele afirmou que a sua declaração foi tirada de contexto.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!