Nesta segunda-feira (20), Pedro Guimarães, atual presidente da Caixa Econômica Federal, anunciou sobre a antecipação do pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial para os trabalhadores em todo o Brasil.

O fato foi exposto no momento que o presidente se encontrava no Palácio do Planalto, junto de outros políticos que integram o Governo.

De início, o calendário afirmava que o pagamento começaria no próximo dia 27 de abril. Com a recente mudança o calendário, novas datas foram expostas para serem pagas, ficando da seguinte maneira:

Segunda parcela do auxílio emergencial

Quinta-feira (23/4)

Receberão os nascidos em janeiro e fevereiro;

Sexta-feira (23/4)

Receberão os nascidos em março e abril;

Sábado (24/4)

Receberão os nascidos em maio e junho;

Segunda-feira (27/4)

Receberão os nascidos em junho e agosto;

Terça-feira (28/4)

Receberão os nascidos em setembro e outubro;

Quarta-feira (29/4)

Receberão os nascidos em novembro e dezembro;

O benefício de R$ 600, ou R$ 1,2 mil para mães chefes de família, foi aprovado pelo Congresso Nacional, posteriormente sancionado pelo governo com o intuito de ajudar os trabalhadores que estão sendo impedidos de realizarem suas funções de trabalho devido à pandemia ocasionada pelo novo coronavírus.

Com a crise, inúmeros setores se mostram afetados, provocando efeitos negativos também na economia.

Bolsa Família

Ainda segundo o presidente de Caixa, Pedro Guimarães, o auxílio emergencial terá sua segunda parcela antecipada para os trabalhadores que se inscreverem no aplicativo ou site oficial da Caixa e também para aqueles que estão inscritos no Cadastro único (CadÚnico).

Se tratando do benefício do Bolsa Família, este seguirá o cronograma já previsto pelo programa. De acordo com o anúncio exposto no dia 7 de abril, o pagamento das parcelas será concedido nos dias:

Segunda Parcela

Últimos dez dias úteis do mês de maio;

Terceira parcela

Últimos dez dias úteis do mês de junho;

A primeira parcela para aqueles que estão inseridos dentro do Bolsa Família começou semana passada, indo até o dia 30 de abril.

De acordo com o cronograma, o benefício será concedido de forma diária, seguindo o critério do último número do Número de Identificação Social (NIS).

Base de dados

De acordo com o presidente da Caixa, foi possível antecipar a data do pagamento da segunda parcela devido à capacidade de pagamento superar o número de dados que é fornecido pela empresa Dataprev, responsável por estar checando os formulários daqueles que realizaram o cadastro para receber o benefício.

Pedro Guimarães ainda ressalta que o total de 40 milhões de brasileiros realizaram o cadastro para poder receber o auxílio, tendo o Dataprev informado, até o momento, sobre o cadastro de 13 milhões de cidadãos. De acordo com o presidente, a Caixa, no momento, tem capacidade para um maior número de pagamentos.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!