Os Fundos de Investimento Imobiliário (FII) anunciaram que estão suspensas as distribuições mensais de dividendos. A decisão se deu devido à baixa previsibilidade de como se manterá a economia frente a pandemia de Covid-19. Desde que o prefeito de São Paulo determinou o fechamento de Shoppings e hotéis no estado, a XP Malls tomou a decisão visando proteger o caixa diante da paralisação das atividades econômicas.

De acordo com o FII mais negociado no mercado, XP Malls, a suspensão da distribuição dos rendimentos mensais se dá devido a ‘baixa previsibilidade quanto aos impactos’ que as medidas de isolamento poderão causar no resultado do Fundo para os próximos meses.

Já o fundo gerido pela XP Investimentos (BTG Pactual) tem participação em 12 shoppings distribuídos pela cidade de São Paulo e a Cidade Jardim. Com os Shoppings fechados devido as medidas de isolamento social os fundos não estão recebendo atrelado ao aluguel mínimo fixo das lojas o percentual sobre as vendas e o estacionamento que é acordado entre as partes.

Segundo analistas, a receita dos fundos para o mês de abril irá sofrer uma forte queda devido à contenção na circulação de pessoas com o fechamento de bares, restaurantes, academias, shoppings e demais comércios. Segundo Marcos, Baroni, especialista de fundos da Suno Reasearch, os fundos irão segurar os dividendos até o fim do semestre por questão de prudência.

Visto que o surto da pandemia do coronavírus pegou a todos de surpresa.

Fundos Imobiliários tomam medidas para segurar a economia no setor

Os fundos imobiliários obrigatoriamente devem distribuir 95% do lucro líquido semestral aos cotistas sempre no fim do semestre, contudo o mercado prefere fazer a distribuição mês a mês para atrair novos investidores.

Porém, caso não haja lucro, não há dividendos. Para os especialistas, as reduções das vendas, além da retração econômica por conta da pandemia da Covid-19 pode provocar um aumento na inadimplência que irá afetar diretamente o setor do FII.

Para Baroni, o segmento que menos sentirá a crise é o de galpões logísticos, onde o risco de insolvência é baixo.

Apesar da crise afetar de forma significativa toda a economia global em grande parte do fundos imobiliários atualmente, os especialistas alegam que o FII possui dinheiro em caixa, justamente como um meio de prevenção para proteger os investimentos em momentos de crise que podem viver anos sem renda, afirma Baroni.

Contudo, desde que a crise começou há investidores que estão se desfazendo dos papéis imobiliários o que tem feito o preço das cotas caírem. O Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários da B3 (Ifix), acumula uma queda de 23% até o momento.

Eduardo Malheiros, sócio da Habitat Capital Partners Asset Management, afirmou que a distribuição dos dividendos fica entre 0,5% e 0,7% a cota ao mês e que esse percentual irá fazer falta para as pessoas físicas que começaram a investir em 2019 quando o índice de investidores físicos dobrou chegando a 762 mil até o mês de fevereiro.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!