A Caixa Econômica Federal informou que, neste sábado (16), irá pagar o benefício do auxílio emergencial a mais 405.163 trabalhadores que estão na lista de espera. O total a ser repassado será de R$ 246 milhões. Segundo a Caixa, serão realizados 311.637 créditos em contas da Caixa e 93.526 serão repassados para contas de outros bancos.

O lote de cadastrados que estão em análise foi recebido pelo Dataprev nesta quinta-feira (14) - cerca de 14 milhões de novos pedidos do auxílio emergencial. O motivo do aumento de pedidos não foi informado pela Caixa no comunicado, porém é suposto que aproximadamente 13,5 milhões de pedidos poderão ser negados, conforme informações do G1.

O balanço divulgado pela Caixa, quanto à quantidade de pedidos que serão creditados, ainda são os mesmos, podendo chegar a 50 bilhões de beneficiários brasileiros que se encontram em situação de extrema pobreza ou pobreza. Muitos se encontram sem trabalho ou qualquer outra fonte de renda, em meio à pandemia do coronavírus, que já tirou a vida de mais de 14.000 brasileiros.

Governo divulga o calendário da segunda parcela do auxílio emergencial

Nesta sexta-feira (15), também foram divulgados os dois calendários que farão parte do pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial. Os dois calendários mostram que o Governo está preocupado com a aglomeração nas frentes dos bancos que estão espalhados pelas várias cidades brasileiras.

O planejamento para o pagamento da segunda parcela foi apresentado de forma mais organizada: a Caixa depositará o benefício na conta do trabalhador a partir do dia 20 de maio (próxima quarta-feira), conforme o mês de nascimento do beneficiário. Esse primeiro calendário distribui as datas do depósito: 20 a 26 de maio.

Nessa primeira etapa, o beneficiário que tem uma conta digital da Caixa (acessada através do aplicativo Caixa Tem), utilizará o mesmo para pagamento de boletos, contas de água, luz, dentre outras, além de poder fazer compras online usando a opção de débito digital no aplicativo.

A segunda etapa começa a valer em 30 de maio e vai até 5 de junho.

Nessa etapa, os beneficiários que têm a conta digital da Caixa poderão fazer transferência do dinheiro para outros bancos, também conforme o mês de nascimento.

Um exemplo: pessoas que nasceram nos meses de janeiro e fevereiro poderão transferir e sacar o dinheiro no dia 30 de maio, e aqueles que nasceram nos meses de março e abril poderão fazer transferência e saque no dia 1º de junho e, assim, sucessivamente.

Desde o início do pagamento do auxílio emergencial, mais de 50 milhões de pessoas tiveram seu benefício creditado. O aplicativo Caixa Tem também foi atualizado, passando a disponibilizar o saque sem cartão, além de possibilitar maior número de acessos simultâneos.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!