O saque emergencial de até R$ 1.045 do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) será liberado como medida para combater a crise econômica gerada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19) no Brasil. Segundo as informações, haverá dois momentos para liberação do depósito e saque.

Calendário para depósito e saque do FGTS emergencial

A Caixa Econômica Federal (CEF) irá liberar os depósitos entre os dias 29 de junho a 21 de setembro, diretamente nas contas da poupança digital que serão abertas pela CEF, e seguirá o mesmo ritmo do auxílio emergencial, ou seja, será conforme o mês de aniversário do trabalhador.

Nesse primeiro momento o trabalhador poderá fazer consultas, pagar boletos ou realizar compras online.

O segundo calendário informa os dias em que o beneficiário poderá sacar ou transferir até R$ 1.045. Essa segunda fase ocorrerá entre os dias 25 de julho e 14 de novembro.

Depósitos

Aniversário Dia

  • Janeiro 29 de junho
  • Fevereiro 6 de julho
  • Março 13 de julho
  • Abril 20 de julho
  • Maio 27 de julho
  • Junho 3 de agosto
  • Julho 10 de agosto
  • Agosto 24 de agosto
  • Setembro 31 de agosto
  • Outubro 8 de setembro
  • Novembro 14 de setembro
  • dezembro 21 de setembro

Saques e transferências

Aniversário Dia

  • Janeiro 25 de julho
  • Fevereiro 8 de agosto
  • Março 22 de agosto
  • Abril 5 de setembro
  • Maio 19 de setembro
  • Junho 3 de outubro
  • Julho 17 de outubro
  • Agosto 17 de outubro
  • Setembro 31 de outubro
  • Outubro 31 de outubro
  • Novembro 14 de novembro
  • Dezembro 14 de novembro

Consulta ao FGTS emergencial

Para conferir os valores disponíveis, o trabalhador poderá tirar as dúvidas pelo site do FGTS pelo aplicativo do FGTS, disponibilizado em aparelhos Android e iOS, ou pelo telefone 111.

Ainda que o trabalhador seja correntista da Caixa, será criada a poupança digital pelo banco, onde será depositado o valor.

Os que tiverem o benefício aprovado poderão ter os valores em conta, porém, os saques podem ocorrer semanas ou meses depois.

Caso o trabalhador não queira receber o FGTS emergencial, ele deverá informar pelo aplicativo que o dinheiro retorne ao fundo. Mas, esta solicitação deverá ser feita com pelo menos dez dias de antecedência. Desse forma, o valor será corrigido na conta original do FGTS, informou a Caixa.

A Caixa ainda informou que, por lei, o FGTS emergencial irá retornar a conta original do FGTS com os valores corrigidos após o dia 30 de novembro caso o trabalhador não sinta a necessidade de utilizar o valor disponível ou utilize apenas parte dele. Após essa data, o trabalhador ainda poderá solicitar o FGTS emergencial pelo aplicativo, porém terá apenas um mês para isso que vai do dia 1º a 31 de dezembro deste ano.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Siga a página Negócios
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!