Uma microempresa é a porta de entrada direta para os grandes Negócios. Todo mundo começar empreendendo por baixo. Devagar. Com astúcia e perspicácia, compreendendo onde se deve pisar, qual passo se deve dar e como ir evoluindo enquanto empresa para acumular mais e mais, crescendo proporcionalmente.

Segundo levantamento do Sebrae publicado em abril do ano passado, ao menos 600 mil micro e pequenas empresas fecharam as portas e 9 milhões de funcionários foram desligados devido à crise provocada pela pandemia do novo coronavírus. Além disso, 30% dos empresários tiveram que buscar empréstimos para manter seus negócios.

Por isso, falta de vontade não falta ao brasileiro, que é fascinado por empreender. Falta, por vezes, aquele estalar de dedos, além de um estímulo, bem como algumas dicas, que podem ajudar muito o pequeno empreendedor a, enfim, decolar com sua microempresa.

Dicas para o microempreendedor em 2021

Crescer financeiramente não é tarefa fácil. Exige um passo de cada vez. Caminho de formiguinhas mesmo. Lembrando-se sempre que o caminho de formiguinhas é trilhado com orientação, organização e planejamento. Nada sai da rota. Então, por que sair e se arriscar. Seguir um plano e dicas pontuais ajudam a colher negócios potenciais no futuro.

Diferencial para conquistar

Deve-se compreender que se a empresa não souber atrair consumidores, o negócio não terá crescimento financeiro.

Para fazer isso, deve-se fornecer coisas que ele não consegue encontrar em lojas online ou em grandes cidades. Um serviço mais acolhedor e personalizado pode ser um bom começo. Ser mais íntimo no trato com os consumidores é essencial.

Os clientes podem fornecer caminhos

Conversar com seus melhores clientes, especialmente aqueles que têm um relacionamento aberto com você, ajuda a trilhar atalhos dentro do concorrente mercado.

Compreenda suas necessidades e expectativas de vida ou negócios em 2021. Agora é preciso entender como adaptar os produtos e serviços a esse novo fluxo de mercado, que passou por algumas mudanças nos últimos anos, sobretudo com a crise sanitária advinda do novo coronavírus.

Fortalecer a marca

Não é mais necessário ter uma equipe de marketing certificada em 31 países, que ganha cifras astronômicas e que tem contatos fortes dentro das televisões e rádios.

Atualmente, o bom marketing para microempresa é gratuito e/ou de baixo investimento. Já é o suficiente. O segredo é oferecer conteúdo (algo em troca), bom atendimento e informações ao cliente.

Portanto, para as microempresas, tudo está centrado no cliente. É ele o mecanismo principal que deve girar para, assim, ensinar igualmente. Não se fazem necessários planos mirabolantes ou grandes saídas. O ideal, ao final de tudo, é conquistar um único objetivo: a satisfação deste cliente.

Consequentemente, a conquista dele e a propaganda oriunda deste serão os diferenciais do seu pequeno negócio para o futuro.

Siga a página Negócios
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!