Nesta terça-feira (9), a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) afirmou que o avanço da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e suas variantes, bem como a lentidão na campanha de vacinação no Brasil, elevam os riscos de recuperação econômica. Laurence Boone, economista-chefe da OCDE, disse que a melhor maneira para proteger vidas é através da vacina.

Riscos econômicos e a vacinação

A corrida para vencer a Covid-19 está difícil, mas a OCDE prevê um crescimento global na economia. Para este ano a previsão é de 5,6% e para 2022 estima-se que o crescimento global seja de 4%, segundo a organização.

A velocidade das campanhas de vacinação contra a Covid-19 é crucial para que os riscos econômicos possam ser reduzidos, como o aumento da desigualdade, o desemprego duradouro, o desequilíbrio fiscal e a instabilidade do mercado financeiro, disse Boone.

Brasil terá crescimento de 3,7%, estima OCDE

Boone disse que as perspectivas para uma recuperação global rápida levaram a expectativas do mercado financeiro de alta da inflação. Segundo as previsões da OCDE, as pressões nos preços devem ser moderadas nas economias avançadas, no entanto, nas economias emergentes a inflação poderá subir ainda mais.

No Brasil, estima-se que a atividade econômica cresça até o final do ano cerca de 3,7%. A OCDE avalia que o Brasil crescerá pouco frente aos outros emergentes.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), juntamente com o ministro Paulo Guedes (Economia), tem ressaltado a importância de prestar atenção na economia do país. Em janeiro, Guedes já havia previsto que o Brasil poderia registrar um crescimento na média de 3,5% a 5%.

A OCDE projeta o seguinte crescimento dos países emergentes neste ano: Índia (12,6%), China (7,8%), Turquia (5,9%), Indonésia (4,9%), Argentina (4,6%) e México (4,5%).

O Brasil fica à frente apenas da Coreia do Sul (3,3%), África do Sul (3%) e Rússia (2,7%).

OCDE prevê que EUA adicionarão 1 ponto percentual ao crescimento global

Segundo a instituição, a economia dos EUA, que bateram recorde de vacinação neste último final de semana, deve adicionar um ponto percentual ao crescimento da economia global.

O país aprovou um pacote de estímulo fiscal de US$ 1,9 trilhão.

De acordo com Boone, os programas de vacinação precisam ser mais ágeis para cortar as taxas de infecção da Covid-19 e assim impedir que haja transmissão das novas variantes do coronavírus que são ainda mais contagiosas. Ela afirma ainda que isso tende a aumentar a confiança dos consumidores e das empresas, contribuindo para a recuperação econômica mundial.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Siga a página Negócios
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!