A rotina pesada de um vestibulando, por vezes, faz com que o tempo seja escasso. Quando parece que se faz uma pausa, vem a pressão de os concorrentes que irão ler, fazer cálculos e escrever.

Esse é o raciocínio correto de quem se prepara para fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)? Os pesquisadores e professores garantem: não! Deve-se reservar tempo para exercícios físicos.

Todo aluno deve ter ouvido uma velha história de que o exercício físico ajuda a se preparar para exames de admissão ou competições. A dificuldade é colocar em prática e sacrificar o tempo de estudo, até para convencer as pessoas de que isso não é um problema.

Mas deve-se acreditar: o exercício físico é muito importante! Eles melhoram o desempenho acadêmico e têm impacto direto na preparação física e mental para o processo seletivo.

Importância dos exercícios físicos para os estudos

Você sabia que mover o corpo pode fazer o cérebro funcionar melhor? Além de contribuir para o desenvolvimento acadêmico, o exercício físico também pode melhorar o organismo como um todo, garantindo uma boa Saúde e estimulando a felicidade.

Proporciona energia

Segundo os médicos, as mitocôndrias são organelas cuja principal função é produzir energia por meio da síntese de trifosfato de adenosina (ATP). Portanto, quanto mais mitocôndrias, maior será a produção de energia e, portanto, maior será a motivação, concentração e inteligência.

A principal ferramenta para aumentar e aumentar o número de células, e consequentemente aumentar a produção de energia, é a chamada atividade física, principalmente as de média e alta intensidade.

Qualidade maior de sono

Alguns desses benefícios são o aumento da concentração e o fortalecimento do corpo para enfrentar longas maratonas.

Sua saúde mental também é importante: os exercícios físicos, especialmente os aeróbicos, liberam substâncias que proporcionam felicidade, ajudam a controlar a ansiedade e a melhorar a qualidade do sono.

Os exercícios aeróbicos (como correr, caminhar, andar de bicicleta, nadar) são mais eficazes para aumentar o fluxo sanguíneo para o cérebro e produzir substâncias químicas que regulam o sistema neurotransmissor.

Especialistas não falam apenas sobre felicidade, controle de peso ou redução da pressão arterial. Estudiosos da área já enfatizaram que o movimento pode melhorar a capacidade de memória, melhorar a concentração do aprendizado, evitar ansiedade e estresse e até melhorar o sono.

Vale destacar ainda que um estudo da Universidade de British Columbia, no Canadá, mostra que exercícios aeróbicos regulares aumentam o tamanho do hipocampo - a área do hipocampo está relacionada aos processos de memória e aprendizagem.

O exercício pode aumentar sua frequência cardíaca e fazer você suar. Além disso, o benefício dessa liberação de suor está relacionado a um efeito antioxidante, que garante a eliminação de toxinas do organismo.

Por isso, praticar atividades físicas, quando orientado e indicado por profissionais, auxilia diretamente na maior capacidade de memorização e, consequentemente, na melhora do desempenho do vestibulando.

Siga a página Saúde
Seguir
Siga a página Educação
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!