Anúncio
Anúncio

O clássico paranaense entre Athletico e Coritiba foi cercado de muita polêmica antes mesmo da bola rolar. No começo da semana, a diretoria do Furacão informou que iria disponibilizar ingressos numerados para a torcida adversária e espalhados pelas arquibancadas, sem destinar espaço exclusivo para eles. Além disso, também informou que tais torcedores estariam impedidos de comparecer ao local usando camisas verdes, o que seria uma medida de segurança.

A diretoria do Coxa não concordou com a medida e entrou com uma ação do STJD, pedindo para que fosse disponibilizado um setor para visitante. O Athletico descumpriu a decisão do Tribunal e com isso a procuradoria e o Coritiba entraram com pedido de ações contra o Rubro-Negro.

Anúncio

O primeiro pedia que o jogo fosse disputado com portões fechados, enquanto que o segundo queria que o adversário fosse considerado perdedor do jogo por WO e ainda que seu presidente fosse suspenso. Os pedidos foram negados pelo Tribunal de Justiça Desportiva e a partida foi confirmada, apenas com torcedores do time da casa.

Protestos nas camisas

Descontente com a decisão do TJD-PR, o Coritiba decidiu protestar através de mensagens estampadas em sua camisa, no espaço onde vão os patrocinadores. Na frente aparecia os dizes “Torcida humana: mais uma falácia”, enquanto que nas costas lia-se: “Torcida humana: ideia pathetica”, com o “th”, fazendo referência à nova gráfica adotada pelo rival no final do ano passado.

Anúncio

Essa mesma frase foi publicada nas redes sociais do Coritiba antes da partida, sendo também acompanhado de um pequeno texto de protesto. “Graças a um dirigente pathetico, eles (os torcedores do Coritiba) só vão se levantar para ligar o computador para assistir ao jogo”, disse um trecho.

Empolgado com a vitória no campo do rival e sem poder contar com seu torcedor, o Coritiba voltou a se manifestar nas redes sociais após a partida.

O jogo

Mesmo não contando com o apoio de seu torcedor, o Coritiba saiu na frente logo aos 16 minutos do primeiro tempo, quando, após cobrança de escanteio, Igor Jesus cabeceou para colocar os visitantes na frente.

Anúncio

Pouco depois, aos 21 minutos, foi a vez de Iago Dias limpar a marcação e chutar no canto para fazer 2 a 0.

Aos 19 minutos da etapa complementar, Iago Dias colocou a mão na bola dentro da área. Pênalti que Bergson cobrou com sucesso para descontar, mas a reação do Furacão parou por aí. Com o resultado, o Coritiba é líder do grupo A com oito pontos, enquanto que o Athletico é apenas o quarto colocado do grupo A com 4 pontos.