Na tarde desta quarta-feira (23), o departamento jurídico do Fluminense conseguiu derrubar a liminar concedida ao Real Noroeste, do Espírito Santo, a qual impedia o registro dos jogadores contratados por parte do Tricolor para a atual temporada. A equipe das Laranjeiras havia sido punida pelo não repasse da parte destinada aos capixabas das negociações do atacante Richarlison ao Futebol inglês (Watford e Everton, respectivamente).

O desembargador da 4ª Vara Cível do Espírito Santo, Robsin Luiz Albanez, alegando não ser razoável o bloqueio de valores e o impedimento da livre atividade de clubes e atletas, determinou a inscrição do zagueiro Nathan Ribeiro, os volantes Luiz Fernando e Caio Henrique e os atacantes Matheus Gonçalves e Yonu Gonzalez.

Publicidade
Publicidade

Assim, se tiverem as suas situações definidas ao final do dia, eles poderão enfrentar o Americano na quinta, às 21h30 (de Brasília), no Elcyr Resende, em Bacaxá, distrito de Saquarema, pela segunda rodada do Campeonato Carioca.

A decisão do bloqueio foi proferida no último dia 8 de janeiro. A Justiça ainda penhorou mais de R$ 10 milhões da conta do Fluminense. Haverá, porém, um novo julgamento da Câmara Cível do Espírito Santo. Não há data prevista para esse nova audiência. Caso seja derrotado, o Tricolor, dali para frente, ficará, mais uma vez, impedido de realizar contratações.

Cláudio Aquino pede mais de R$ 1 milhão em atrasos na Justiça

Apesar da boa notícia, seguem os problemas no Fluminense. No final da manhã a tarde desta quarta, veio a informação de que Cládio Aquino, meia argentino, entrou na Justiça, cobrando R$ 1,2 milhão do Tricolor por conta de sua passagem pelas Laranjeiras no segundo semestre de 2016.

Com apenas duas partidas e nenhum gol assinalado pela equipe carioca, Aquino pede o acerto de férias, 13º e FGTS sobre luvas e imagens recebidas, redução salarial entre 12/01/2017 e 30/06/17 (empréstimo ao Belgrano), verbas rescisórias de Férias, 13º e FGTS, além de multa por descumprimento da CLT.

Publicidade

Em sua primeira partida pelo Carioca, o Fluminense, em pleno Maracanã, não saiu de um empate de 1 a 1 com o Volta Redonda. Dessa maneira, um tropeço contra o Americano complicará bastante a situação tricolor na Taça Guanabara. Depois da equipe de Campos dos Goytacazes, a agremiação verde, branco e grená, no domingo que vem, a partir das 17h (de Brasília), tentará vencer a Portuguesa. Na sequência, o adversário será o Madureira. Esses dois jogos acontecem no Maracanã.

Para encerrar a campanha na fase de classificação do torneio, no dia 02 de fevereiro, no Mané Garrincha, em Brasília, o clássico diante do Vasco.

Leia tudo