Quando entrar em campo na sexta-feira, dia 22, para enfrentar, a partir das 21h (de Brasília), no Maracanã, o Bangu pela rodada de abertura da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, o Fluminense virá recheado de novidades. A principal delas é a estreia de Paulo Henrique Ganso.

Outra boa notícia é Gilberto. Ausente desde o segundo semestre do ano passado por conta de um estiramento nos ligamentos do tornozelo, o lateral-direito foi relacionado pelo técnico Fernando Diniz.

Publicidade
Publicidade

Mesmo ainda não garantida, é quase certa a sua escalação. Com isso, Ezequiel iria para o banco.

Maior contratação do Tricolor em 2019, Ganso, que assinou um vínculo de cinco anos, já vem trabalhando há mais de duas semanas e entrará no lugar de Luciano, suspenso por ter sido expulso contra o Vasco. Pelo mesmo motivo, Aírton também não estará em campo. Ele será substituído por Caio Henrique. Recuperado de um incômodo na coxa, Bruno Silva completa a dupla de volantes

Em entrevista coletiva, o técnico Fernando Diniz comentou sobre todas as mudanças e garante que manterá a forma de jogar da equipe.

Estreia de Ganso é uma das novidades do Flu contra o Bangu. (Foto: Arquivo/Blasting News)
Estreia de Ganso é uma das novidades do Flu contra o Bangu. (Foto: Arquivo/Blasting News)

"Por conta das características dele o time ganha mais mobilidade, ele (Ganso) é um jogador mais agudo. O Airton conhece tudo da posição. Está sempre bem posicionado e dá um equilíbrio para nossa equipe. O Caio é um jogador mais móvel, com um pouco mais de chegada. São jogadores com características diferentes. Não muda o estilo de jogo", explicou Diniz.

Atual campeão da Taça Rio, o Fluminense deverá iniciar a luta pelo bi com Rodolfo; Gilberto, Matheus Ferraz, Digão e Marlon; Caio Henrique, Bruno Silva, Daniel e Ganso; Everaldo e Yony.

Publicidade

Diniz pede respeito ao Bangu e fala sobre paralisação de jogadores

Na última terça, os jogadores, insatisfeitos com atraso de salários e outras pendências, recusaram-se a treinar com bola. Durante a entrevista concedida após o treino desta manhã, realizado no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca, o técnico Fernando Diniz comentou sobre o protesto.

"Tudo que aconteceu de fato influencia. Tivemos que nos juntar mais para resolver a situação. Está tudo resolvido.

A equipe está muito coesa. Todos cada vez mais próximos para fazer com que o Fluminense tenha dias melhores esse ano", resumiu.

Para complementar, Diniz pediu respeito ao adversário. De acordo com o comandante, o Bangu tem um grupo qualificado e citou algumas boas partidas do time de Moça Bonita ao longo do Estadual.

"Fizeram um jogo muito bom contra o Botafogo. Contra o Flamengo perderam em condições que vocês sabem, com pênalti polêmico, um jogador a menos a maior parte do tempo.

Publicidade

Vamos encará-los com máxima seriedade. Merecem respeito", encerrou.

Leia tudo e assista ao vídeo