Sem poder contar com Digão, que está contundido, além de Léo Santos e Nino, ambos não inscritos, o técnico Fernando Diniz vem realizando várias observações para definir o companheiro de Matheus Ferraz na zaga do Fluminense, visando o compromisso de quinta, às 19h15 (de Brasília), no Chile, diante do Deportivo Antofagasta, válido pela primeira fase da Copa Sul-Americana. Na atividade desta quarta, o jovem Frazan acabou ganhando uma oportunidade e é o favorito a ser escolhido.

Questionado, porém, o comandante do Tricolor optou pelo mistério e diz que fará sua escolha somente momentos antes de a partida começar.

"Uma das dúvidas é justamente essa: jogar com alguém da posição ou uma improvisação. Treinamos das duas maneiras no Rio e vamos decidir amanhã", despistou Fernando Diniz.

Outro zagueiro disponível no Chile é Paulo Ricardo. Caso o treinador opte pela improvisação, os volantes Aírton e Caio surgem como alternativas.

Além de Léo Santos e Nino, Paulo Henrique Ganso e Allan também não estão inscritos e permaneceram no Rio de Janeiro. Léo, inclusive, por já ter atuado pelo Corinthians, desfalcará o Flu ao longo de toda a Copa Sul-Americana.

Apesar de Fernando Diniz não confirmar, o provável Fluminense é o seguinte: Rodolfo; Gilberto, Matheus Ferraz, Frazan e Caio Henrique; Airton, Bruno Silva e Daniel; Everaldo, Luciano e Yony Gonzalez.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol PaixãoPorFutebol

Diniz elogia adversário e local da partida

Uma equipe qualificada. Esse é o resumo do que acha Fernando Diniz sobre o Antofagasta. Em entrevista coletiva, o técnico do Fluminense cita a partida disputada no Rio e não poupa elogios a todo o grupo da agremiação chilena.

"É um time muito forte, tivemos muitos problemas no jogo do Brasil, é um tipo que tem uma boa estruturação tática, jogadores competitivos e um técnico que conhece bastante de Futebol", explicou Diniz, que, no mesmo encontro com os jornalistas, também enalteceu as condições do Estádio Bicentenário Regional, local do confronto.

"É bom estádio, tem boa estrutura e um campo que oferece condições para que a gente consiga praticar um bom futebol", acrescentou.

No jogo de ida, disputado no Maracanã, Fluminense e Deportivo Antofagasta não saíram do 0 a 0. Novo empate sem gols, leva a decisão para os pênaltis. Diante desse risco, o técnico Fernando Diniz confirmou ter havido treinamentos de penalidades máximas, tanto no Rio, quanto no Chile.

"A equipe está preparada, treinamos essa condição no Brasil, pode ser que isso aconteça. Espero que a gente consiga resolver durante a partida, mas temos que estar preparados para tudo", finalizou.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo