Alexandre Kalil, ex-presidente do Atlético-MG e atual prefeito de Belo Horizonte, conversou com a equipe de jornalistas do site Globo Esporte e, ao ser indagado sobre algumas questões, manteve algumas opiniões consideradas polêmicas, como quando afirmou que estádios são para ricos.

Rotina atual

Kalil é um homem com a agenda lotada de compromissos, entre estes está o lançamento de um projeto de segurança para os postos de saúde que atendem a população da cidade de Belo Horizonte, reuniões com empresários, discussão de pautas políticas com deputados e vereadores, entre outros compromissos oficiais que, geralmente, são realizados na parte da manhã.

Mesmo com todos esses compromissos que tomam conta da agenda do político, Alexandre Kalil conseguiu arrumar um pequeno tempo vago na hora do almoço para a entrevista que foi realizada nesta terça-feira (19).

Entrevista

O tema principal da conversa com o Globo Esporte foi o Atlético-MG, time que completa 111 anos na próxima segunda-feira (25). Perguntado sobre a construção de um estádio próprio para o Atlético-MG, que tem a inauguração prevista para a década de 2020, o ex-presidente do Galo afirmou que o novo estádio tem uma grande chance de ser uma redenção para o time mineiro, pois assim o Galo estaria livre do Mineirão que, segundo Kalil, é o "túmulo" do time.

Segundo o ex-presidente do clube de Futebol, o estádio Mineirão travou o time por mais de quatro décadas e que, quando o time não utilizou o estádio durante um período de três anos, o Atlético conquistou tudo o que tem até os dias atuais.

Kalil considera a saída do antigo e a construção do novo estádio uma grande vitória.

A declaração de Kalil vai na direção contrária da postura adotada pelos atuais dirigentes do Atlético-MG.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol PaixãoPorFutebol

A diretoria do time mineiro tem buscado uma reaproximação com o Mineirão.

A diretoria garantiu, através de declarações, que enquanto a nova "casa" do time não estiver pronta os esforços serão direcionados para que o antigo estádio seja utilizado como a "casa" do time para o mando de jogo.

Sobre a atual postura da diretoria vigente, Kalil, que tem a opinião pessoal de que estádios são para ricos, afirmou que não está mais envolvido nas decisões internas e nem mesmo nas políticas adotadas por dentro do clube de futebol mineiro e que por isso prefere não emitir uma opinião direta aos diretores do Atlético Mineiro.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo