Na tarde desta terça-feira (13), o Fluminense ingressou no Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) e solicitou que fosse anulada a decisão de Rubens Lopes, presidente da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ), de permitir clássicos do Tricolor contra o Vasco no Maracanã somente com acordo entre os rivais sobre a localização de suas respectivas torcidas no estádio ou uma determinação judicial.

O presidente do TJD-RJ, Marcelo Jucá, já emitiu um despacho e, a partir de agora, Rubens Lopes terá um prazo de três dias para prestar esclarecimentos sobre o tema. Na sequência, será marcado um julgamento no pleno do Tribunal, a fim de se tomar uma decisão sobre o assunto.

No pedido, o Fluminense, usando, como base, um contrato assinado com o Consórcio Maracanã desde 2013, alega, mais uma vez, ter o direito de utilizar o Setor Sul do estádio, mesmo quando for visitante.

O Tricolor ainda lembrou já ter enfrentado o Vasco por nove vezes com esse tipo de configuração e tudo transcorreu sem qualquer problema.

Rubens Lopes tomou a medida de proibir confrontos entre Fluminense e Vasco no Maracanã após os incidentes ocorridos na final da Taça Guanabara. Nos dias que antecederam aquela partida, o Gigante da Colina, com o aval da FERJ e do Consórcio Maracanã, teve permissão para vender ingressos do Setor Sul ao seu torcedor.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
PaixãoPorFutebol Fluminense

O Tricolor não se conformou e obteve uma liminar, garantindo a exclusividade do local. Na madrugada do dia da partida, a Justiça determinou a realização do jogo com portões fechados. Tendo muitos ingressos comercializados, os cruzmaltinos compareceram em peso. Houve confusão generalizada e o juiz de plantão, já com bola rolando e por medida de segurança, autorizou a abertura dos portões.

Rodolfo sente dores e pode desfalcar o time contra o Boavista

Enquanto isso, dentro das quatro linhas, o Fluminense volta as suas atenções para o compromisso de quinta, às 20h (de Brasília), no Elcyr Resende, em Bacaxá, distrito de Saquarema, diante do Boavista, válido pela Taça Rio, terceiro turno do Campeonato Carioca e o técnico Fernando Diniz deverá ter um importante desfalque.

Com fortes dores no joelho, o goleiro Rodolfo se submeteu a um exame de ressonância magnética em um hospital na Zona Oeste do Rio e ficou constatada uma "condroplastia patelar". Sendo assim, a sua presença é incerta.

Caso Rodolfo seja vetado, Agenor e Marcos Felipe são as opções de Diniz. Outro que pode desfalcar a equipe das Laranjeiras é Digão. O zagueiro sofre com um incômodo na panturrilha e deve ser preservado.

Com sete pontos e na liderança do Grupo B, o Flu, se vencer, dá um grande passo para se garantir nas semifinais da Taça Rio.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo