O treinador Tite contou para um amigo de infância, Alvaro Mentta, como foram os últimos momentos em que ele passou junto com sua mãe, na véspera da morte dela. Dona Ivone Bacchi faleceu neste sábado (09), em Caxias do Sul, vítima de um mal-súbito.

O técnico da Seleção Brasileira disse ao amigo que almoçou com sua mãe um dia antes dela falecer, e que sua morte acabou pegando todos da família de surpresa.

Conforme informações divulgadas pelo portal UOL, Alvaro Mentta disse que Tite e sua mãe teriam rezado juntos e se divertiram bastante na véspera da morte dela, e que Dona Ivone estava muito feliz. Mentta afirmou que a mãe de Tite era muito humilde e cativava pela sua simplicidade. Ele chegou a dizer no velório que ela estava próxima de ser uma santa.

A mãe do treinador começou a passar mal a partir das 14 horas deste último sábado.

Conforme os dizeres do amigo de infância de Tite, Dona Ivone estava ao lado de uma moça que cuidava dela. As duas olhavam pela janela para cadela Maia. Chovia muito. Foi nesse momento que ela começou a se sentir mal e não resistiu.

O sepultamento será neste domingo (10) no Cemitério Parque de Caxias do Sul. Haverá a celebração de uma missa na capela. Ela tinha 83 anos de idade.

Fé e incentivo

Dona Ivone Bacchi sempre incentivou o filho na sua carreira no futebol.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Relacionamento

Ela também era muito religiosa e passou para o filho suas crenças de fé e oração. Na Copa do Mundo, ela acompanhou Tite pela televisão e, em todos os jogos, segurava no colo uma camisa da seleção, mostrando dar apoio e forças para o Brasil e pelo sucesso de Tite.

O técnico sempre demonstrava orgulho de sua mãe e dizia que ela era um dos pilares na vida dele. Segundo as informações do portal GloboEsporte.com, Tite dizia que ele só chegou a esse patamar graças a sua mãe, seu pai e seu irmão.

Energia

Quando Tite se sentia fraco, ele buscava no colo de sua mãe o conforto para vencer as diversidades. Dessa forma, a sua energia era restabelecida.

Em 2012, quando foi campeão pelo Corinthians com o título da Libertadores da América, Tite comemorou junto com Dona Ivone.

Na época, segundo o GloboEsporte.com, ela disse que ele merecia tudo aquilo e exaltou a conquista do filho. O treinador comentou que toda vez que ouvia sua mãe, ele se fortalecia.

O clube Corinthians, que teve Tite como um dos maiores treinadores de todos os tempos, se solidarizou com a morte de sua mãe e prestou uma homenagem nas redes sociais.

O time desejou forças ao treinador e aos familiares e amigos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo