Além da vitória de 4 a 1 no duelo de ida, ocorrido na quinta-feira passada, no Maracanã, o Fluminense conta com o fator histórico para se manter confiante que avançará na Copa Sul-Americana diante do Atlético Nacional. Nas três vezes que atuou no estádio Atanásio Girardot, em Medellín, na Colômbia, local da partida de quarta, às 21h30 (de Brasília), o Tricolor jamais foi derrotado pela equipe daquele país.

A primeira vez que o Flu visitou o Atanásio Girardot foi em 1953, pelo Torneio de Medellín. Na ocasião, obteve uma vitória de 3 a 0. Em 1957, a agremiação das Laranjeiras voltou ao estádio colombiano para um amistoso e não saiu de um empate de 1 a 1.

Mais recentemente, em 2008, pela Libertadores, novo triunfo, agora, por 2 a 1.

Mesmo tendo boa vantagem, o Fluminense encara a partida de volta da Sul-Americana com bastante seriedade. Tanto que, em entrevista concedida após a derrota de 3 a 2 para o Bahia no último domingo (26) pelo Campeonato Brasileiro, o técnico Fernando Diniz assegurou que irá escalar força máxima.

"Vamos jogar contra um time muito qualificado, fizemos um bom jogo no Maracanã, temos que tomar todos os cuidados. Vamos entrar com força máxima para fazer um bom jogo", resumiu o treinador.

Allan, Luciano e Aírton retornam ao time titular

Para fortalecer ainda mais o grupo que, na parte da noite desta segunda-feira (27), seguirá rumo a Medellín, o Fluminense contará com três importantes retornos.

Após cumprirem suspensão contra o Bahia, o volante Allan e o atacante Luciano ficam novamente à disposição de Fernando Diniz. Quem também está de volta é o também volante Aírton, que estava se recuperando de uma lesão muscular.

Em contrapartida, os atacantes Marcos Paulo e Pedro, convocados, respectivamente, para as seleções Sub-23 de Portugal e do Brasil, visando a disputa do Torneio de Toulon, desfalcam o time carioca.

Pedro também não está inscrito na Copa Sul-Americana, assim como o volante Yuri, o meia Léo Artur e os atacantes Ewandro e Kelvin.

Garantido na delegação que embarca rumo à Colômbia, João Pedro disse que o tropeço em Salvador precisa ser esquecido e pediu foco total para o Fluminense evitar qualquer tipo de surpresa.

"O Bahia conseguiu fechar o meio e nos lados levava vantagem.

Não conseguimos criar tanta oportunidade. Agora é esquecer brasileiro e focar na Sul-Americana e buscar a vaga", disse o atleta.

O Fluminense avança até perdendo pela diferença de dois gols. Caso vença por 3 a 0 ou a partir de quatro gols de diferença, o Atlético Nacional se classifica. Se os colombianos devolverem o resultado da ida, haverá disputa de pênaltis. Quem garantir a vaga, enfrentará na terceira fase da Copa Sul-Americana, Deportivo Cali, da Colômbia, ou Peñarol, do Uruguai.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Fluminense
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!