Everton Cebolinha foi o grande destaque da seleção brasileira na conquista da Copa América 2019. Titular de Tite, substituto de Neymar, xodó da torcida e, agora, ainda mais cobiçado por clubes europeus. Segurar Everton, definitivamente, não será tarefa fácil, e o próprio Grêmio sabe disso.

O atacante, inclusive, reforçou essa dificuldade do tricolor gaúcho em mantê-lo no elenco. Em entrevista coletiva realizada nesta terça-feira (9), o jogador falou sobre o atual momento que vive, descartou propostas, mas falou em tom de despedida da Arena do Grêmio, palco do confronto contra o Bahia, na noite desta quarta-feira (10), às 19h15.

Momento mágico

Grande centro das atenções após a excelente Copa América, Everton classificou o momento atual como "mágico". O jogador, entretanto, evitou falar sobre o futuro, focou no Grêmio e, principalmente, na partida de logo mais diante do Bahia, válido pelo jogo de ida das quartas de finais da Copa do Brasil. Competição que o Grêmio pretende priorizar ainda mais após a arrancada ruim no Campeonato Brasileiro.

"O momento mágico que venho vivendo todo jogador sonha em viver", disse Cebolinha, reforçando o apoio do elenco do Grêmio e o sonho que tinha de jogar pela seleção brasileira. Além disso, destacou uma brincadeira feita pelo técnico Renato Portaluppi. "Me escuta que você vai longe", teria dito o treinador do Grêmio, enquanto parabenizava o jogador pela conquista junto à seleção.

Respostas só após o jogo

O jogador foi enfático, no entanto, ao destacar que só falará algo mais concreto sobre uma possível saída após a partida diante do Bahia.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Grêmio

Everton fez questão de ressaltar que está feliz no Grêmio e não pretende deixar o clube, onde se sente bem, por uma equipe em uma liga europeia onde não jogará.

Ressaltou ainda que a proposta precisa ser vantajosa financeira e tecnicamente, tanto para o Grêmio como para ele. "Vamos conversar", comentou ele, ao relatar que, caso algo chegue, a análise será aprofundada, e decisões serão pensadas antes de serem concretizadas.

Maicon e Romildo já falam em tom de adeus

Maicon foi mais um a dar entrevista coletiva recente. Em sua fala, ele, em tom de despedida, descartou que seja apenas ele que sabe da saída de Everton. De acordo com o capitão do Grêmio, a despedida de Everton acontecerá mais cedo ou mais tarde, e ainda reforçou que não é apenas ele que pensa assim, mas também todos os integrantes de elenco, comissão técnica e diretoria.

O presidente Romildo Bolzan Jr. fez coro à fala de Maicon, e, em tom de despedida em sua fala sobre Cebolinha, fez uma ressalva de que o Grêmio fará o maior negócio de todos os tempos com Everton.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo