Jogador do poderoso Manchester City, titular incontestável no clube, homem de confiança de ninguém menos que Pep Guardiola, e, inclusive, mencionado pelo técnico espanhol como "insubstituível" em várias oportunidades. Este é Fernandinho, jogador atualmente com 34 anos, volante e consolidado na Europa.

O tom do assunto muda, no entanto, quando o assunto é Seleção Brasileira. Apesar de um coro ter pedido a convocação do jogador desde suas boas atuações pelo Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, o jogo virou, e, de um pedido da torcida e comentaristas, Fernandinho virou um símbolo de desconfiança.

Publicidade
Publicidade

Marcado pelas más atuações diante da Alemanha, em 2014, no 7 a 1 em plenas semifinais, no Estádio do Mineirão, e também quatro anos depois, em derrota para a Bélgica, por 2 a 1, nas quartas de final da competição. A eliminação na Rússia endossou injustiças contra o jogador do City, que chegou a receber ameaças e xingamentos racistas nas redes sociais.

Retomada à Seleção

Como surpresa, o jogador foi convocado por Tite para integrar o elenco que disputa a Copa América 2019.

Publicidade

Chance dada por Tite para que Fernandinho pudesse reescrever sua história e trajetória com a camisa canarinho, e, quem sabe, despedir-se da Seleção com chave de ouro.

No entanto, Fernandinho ainda não conseguiu iniciar uma partida como titular na competição. Reserva de Casemiro, o jogador vem enfrentando lesões nos últimos treinamentos. Na última partida, diante da seleção paraguaia, Fernandinho era o mais cotado para substituir o titular na volância. A vaga, entretanto, ficou com Allan, que fez dupla com Arthur no meio-campo, em virtude de uma lesão de Fernandinho, que acabou tirando-o da partida.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol PaixãoPorFutebol

Dores no joelho afastam o jogador do clássico

Uma semifinal no Mineirão exatos 1820 dias após a derrota para a Alemanha por 7 a 1 na Copa do Mundo de 2014. A Seleção Brasileira volta a pisar no palco do maior vexame de Copa do Mundo, e, diante de uma Argentina, protagonizará, possivelmente, o maior clássico da história recente entre os dois países.

Após terminar o jogo mancando, Arthur ainda segue como dúvida para o confronto.

Na disputa, Fernandinho e Allan para possivelmente substituir o jogador do Barcelona. Marcado negativamente na Seleção, mas ainda com prestígio de Guardiola, Fernandinho sairia na frente da disputa por sua experiência com jogos grandes.

Sairia, não fosse uma lesão no joelho direito que pode afastar o atleta do clássico diante da Argentina. São exatas 260 semanas entre o vexame diante da Alemanha e o clássico contra a Argentina.

Publicidade

A partida, marcada para as 21h30 desta terça-feira (2), separa um intervalo de quase cinco anos entre o vexame e a chance de redenção.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo