Escolhido após inúmeras tentativas sem sucesso com outros profissionais, Oswaldo de Oliveira acabou sendo definido, na última terça (20), como o substituto de Fernando Diniz para dirigir o Fluminense. Comandar o Tricolor não é uma novidade na vida do treinador. Entre 2001 e 2002, e no ano de 2006, ele estava sentado no banco de reservas, comandando a agremiação das Laranjeiras, e apresentou um desempenho razoável.

Na sua primeira passagem pelo Fluminense, ele levou o time às semifinais do Campeonato Brasileiro de 2001. Na segunda, o melhor resultado alcançado foi o terceiro lugar na Copa do Brasil.

Por curiosidade, um de seus comandados naquela ocasião era o então meia Fernando Diniz, a quem já fazia uma espécie de previsão, considerando-o uma espécie de "técnico dentro de campo".

Atualmente exercendo a função de auxiliar-permanente do Tricolor, Marcão é outro que teve a oportunidade de ser dirigido por Oswaldo de Oliveira.

O ex-volante, ao contrário de Diniz, trabalhou com o agora novo comandante da equipe das Laranjeiras nas duas passagens, enquanto o ex-treinador do Flu, apenas em 2001.

Outro a reencontrar Oswaldo de Oliveira será Celso Barros. Em 2006, inclusive, durante entrevista concedida ao portal GloboEsporte, creditou sua demissão à pressão do ex-presidente da Unimed/Rio, patrocinadora do clube na época e hoje um dos principais entusiastas de seu retorno.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Fluminense

"Pelo que me foi passado, foi pressão do patrocinador. Acho que isso não estava agradando e, por esse motivo, estou deixando o Fluminense", declarou por ocasião da sua saída.

Oswaldo de Oliveira assinou um contrato sem tempo determinado com o Fluminense. Ele viajará para São Paulo, mas apenas ficará, da cabine da Arena de Itaquera, assistindo ao confronto de ida das quartas-de-final da Copa Sul-Americana entre Corinthians e Fluminense na quinta, às 21h30 (de Brasília). Marcão dirigirá a equipe carioca.

Chegada de Oswaldo e novas oportunidades no elenco

A saída de Fernando Diniz e a entrada de Oswaldo de Oliveira pode representar uma mudança total no perfil da equipe titular do Fluminense. Jogadores que não vinham tendo oportunidades podem ver, na mudança de comando, um sinal de um novo horizonte dentro das Laranjeiras.

Atletas com poucos minutos, casos de Frazan, Caio, Dodi, Pablo Dyego, Kelvin e Ewandro, devem ser melhores observados, e têm chances de mostrarem as suas qualidades.

Outros enxergam, com a chegada de Oswaldo de Oliveira, a possibilidade de retomar a antiga titularidade. Encaixam nesse perfil, os laterais Gilberto e Mascarenhas. Em contrapartida, antigos donos cativos da posição correm o risco de perder esse posto, dentre eles Igor Julião, Caio Henrique e Daniel.

Todas essas dúvidas passaram a ser dirimidas a partir de segunda que vem, quando Oswaldo de Oliveira será oficialmente apresentado pela diretoria.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo