O renomado ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher chegou nesta segunda-feira (9) ao Hospital Georges-Pompidou, em Paris, onde será submetido a um tratamento que, por enquanto, é colocado como sigiloso por seu entorno. De acordo com informações do jornal francês Le Parisien, o tratamento consiste em transfusões de células-tronco, para que se busque uma ação anti-inflamatória sistêmica. Para evitar que pessoas se aproximem dele ou notem como está o seu estado de saúde, um pano azul foi colocado para cobrir seu rosto e seu corpo no trajeto do paciente até a ambulância.

Vários seguranças se espalharam no local impedindo que pessoas pudessem chegar perto do ídolo delas.

O responsável nesse tratamento secreto que vai envolver Schumacher será o médico Philippe Menasché, que é um dos pioneiros no uso de terapia celular contra a insuficiência do coração. Ele também faz parte do conselho de administração do Instituto do Cérebro e da Medula Óssea do Hospital Pitié-Salpêtrière, em Paris. Além de Menasché, Schumacher também está sob os cuidados do seu médico particular, Gérard Saillant.

Conforme informações do jornal Le Parisien, Menasché já trabalha com esse procedimento médico desde 2014 e realiza vários experimentos.

Nem o cirurgião cardíaco e nem o Hospital Georges-Pompidou confirmaram ou desmentiram sobre o tratamento que será realizado no ex-piloto. Segundo eles, isso é um segredo médico. Em síntese, alguns jornais franceses afirmaram que Schumacher tem ido à França algumas vezes para procedimentos médicos.

Acidente

Michael Schumacher foi um dos pilotos mais bem conceituados na Fórmula 1, conseguindo uma legião de fãs por todos os lugares. Infelizmente, o destino acabou mudando o rumo de sua vida. O ex-esportista foi vítima de um grave acidente ocorrido no ano de 2013. Ao cair do esqui, ele bateu com a cabeça em uma pedra e acabou ficando em um estado praticamente vegetativo. Desde então, a família tem mantido sigilo acerca de seu estado de saúde.

Em 2016, a porta-voz chegou a emitir uma nota explicando que antes mesmo do acidente a vida de Schumacher não era tão divulgada. "Michael desenhou uma linha clara entre sua vida pública e privada, que sempre foi aceita pelos fãs e mídia. A decisão de proteger sua privacidade foi tomada em interesse do próprio Michael. Eu acho que esse era o desejo secreto dele", dizia trecho da nota.

Ele está com 50 anos de idade e mora na Suíça. Fãs e seguidores aguardam mais informações sobre supostas ações que possam recobrar a sua saúde. No entanto, o caminho ainda pode ser longo.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página ESports
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!