Segundo informações do jornalista Jorge Nicola, do portal Yahoo!, o atacante Neymar vai permanecer no Paris Saint-Germain por mais uma temporada. O clube francês desistiu de negociar o atacante brasileiro, sem explicar os motivos que levaram a esta decisão.

De acordo com Nicola, informações de um empresário brasileiro que atua na Europa apontam que o mandatário do clube parisiense, Nasser Al-Khelaifi, não quis negociar o camisa 10 da seleção brasileira por "birra".

O agente, que não quis ser identificado, teria dito ao jornalista que esteve com os dirigentes do PSG recentemente e que Al-Khelaifi avisou a todos no clube a ao próprio jogador brasileiro que não iria liberá-lo.

Segundo o empresário, "o sonho do Nasser era fazer Neymar ficar correndo em volta do campo até o contrato acabar".

PSG teme perder dinheiro com a venda

Em 2017, Neymar foi negociado com o Barcelona, pelo valor de 222 milhões de euros. A diretoria do PSG acredita que abrir mão do atacante brasileiro e vendê-lo será um péssimo negócio para o clube, levando-se em consideração que dificilmente conseguirá recuperar o montante que foi gasto na contratação.

Até o momento, o Barcelona é o único clube europeu que segue insistindo na contratação do jogador brasileiro.

Na última sexta-feira (30), o clube catalão ofertou 150 milhões de euros, mais os jogadores Dembélé e Rakitic e o empréstimo por um ano do defensor Todibo. Segundo informações, da empresa de consultoria esportiva Transfermkt, Dembélé foi adquirido pelo Barcelona pelo valor de 105 milhões de euros e passe de Rakitic está avaliado em 40 milhões de euros.

Sendo assim, o PSG acabou recusando uma proposta avaliada em 295 milhões de euros (cerca de R$ 1,3 bilhão) e o atacante brasileiro vai permanecer mais uma temporada no clube francês, levando-se em consideração que a janela de transferência da França fechou na última segunda-feira (2).

Além do Barcelona, Juventus e Real Madrid também manifestaram interesse no craque brasileiro, mas acabaram desistindo das negociações devido às altas cifras estipuladas pelo PSG.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Neymar
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!