O técnico argentino Jorge Sampaoli fez muitas exigências, algumas até consideradas absurdas, para permanecer no Santos em 2020, mas não houve acordo com o Peixe, e a era Sampaoli chegou ao fim na noite desta última terça-feira (10).

Segundo o UOL Esportes, a lista de exigências do técnico era bem grande. Ele queria voos fretados, equiparação de outras propostas que recebesse e até comissão pela comercialização de atletas que revelasse.

Ainda de acordo com o UOL, pessoas próximas à diretoria do clube disseram que ele ficou muito irritado com o fato de não ter voos fretados para os jogos que são mais distantes, como foi o caso da partida contra o Fortaleza, quando o Santos teve problemas com o avião.

A lista de regalias de Sampaoli teria sido vista pelo clube como sendo fora da realidade, bem como o valor de R$ 100 milhões que o técnico pediu para reforçar o time santista em 2020. Ele também teria exigido que nenhum atleta importante do time fosse colocado para negociação com outros clubes.

Sampaoli também colocou em sua lista de exigências que a multa rescisória do contrato dele com o Santos fosse retirada. O clube já removeu a cláusula do segundo ano de seu próprio vinculo e rejeitou a nova revisão no contrato.

Lembrando também que o Palmeiras está de olho no técnico argentino, uma vez que ele é a primeira opção da lista do Verdão.

A multa milionária de rescisão de contrato de Sampaoli vai virar novela no clube. Segundo a diretoria do Santos, o técnico argentino se demitiu no dia 9, e que o time entregou o caso ao Departamento Jurídico. O UOL Esporte apurou que para o Santos a multa rescisória de R$ 10 milhões do contrato de Sampaoli ainda é válida, sendo assim, vai cobrar a quebra de contrato do ex-técnico.

Segundo o UOL Esportes, funcionários do clube acreditam que o Santos vai vencer a batalha judicial contra Sampaoli, pois o valor consta no contrato que o ex técnico do clube assinou e que tinha validade até o final de 2020.

Palmeiras quer diminuir pedida inicial

Sampaoli está no topo da lista do Palmeiras para comandar o time em 2020, e está estudando uma contraproposta para fazer ao técnico argentino.

O Palmeiras pretende se reunir com Sampaoli depois que a situação dele com o Santos estiver em pratos limpos. Além de falar do salário, Sampaoli quer conhecer o projeto esportivo do time para o ano que vem.

O Verdão já tem o primeiro pedido do técnico na mesa, que foi apresentado ao clube por dois intermediários do técnico, André Curry e Daniele Monte, que disseram que Sampaoli quer 4,5 milhões de euros livres por ano, que vão ser divididos entre ele e sua comissão.

Siga as suas paixões.
Fique atualizado.

O valor chega a quase R$ 21 milhões, e a maior parte do valor, se concordado, será do técnico argentino.

Não perca a nossa página no Facebook!