O Grêmio pode ter pela primeira vez os considerados onze melhores jogadores em campo diante do Internacional, na próxima quinta-feira (12), em partida válida pela segunda rodada do Grupo E da Copa Libertadores da América.

Considerado como "time ideal", a equipe teria em sua formação: Vanderlei no gol, Victor Ferraz e Caio Henrique nas laterais, Geromel e Kannemann na zaga, Lucas Silva e Matheus Henrique como volantes, Éverton e Alisson abertos nas pontas, tendo Diego Souza como a referência no comando de ataque.

A equipe atualmente vem jogando com um tripé de volantes, com Maicon dividindo as ações ofensivas do meio-campo com Matheus Henrique, enquanto Lucas Silva se resguarda na marcação. Além disso, David Braz tem sido o parceiro de Geromel na ausência de Kannemann, afastado por lesão.

No entanto, com a volta de Jean Pyerre após 5 meses parado, e Kannemann, já liberado pelo Departamento Médico para trabalhar com bola, o Grêmio pode ter, pela primeira vez na temporada, seu "time ideal" em campo.

Retorno de Jean Pyerre no Grêmio agrada

O retorno de Jean Pyerre foi muito celebrado por torcida, treinador e pelo próprio meia. Com boa movimentação, o meia mostrou que está apto para retomar sua posição como titular. Com uma lesão desde setembro de 2019, o jogador acabou perdendo espaço e, inclusive, entrando em rota de colisão com o Departamento Médico tricolor.

Contudo, após resolver os problemas, Jean Pyerre retornou com tudo diante do Pelotas, neste último domingo (7).

Apesar da pouca amostragem, ao entrar aos 15 minutos do segundo tempo, o camisa 21 se apresentou para o jogo, trocou passes e demonstrou uma intensidade maior que o de seu concorrente direto pela posição, Thiago Neves.

Vale destacar que o meia vibrou com seu retorno, e não escondeu a alegria em voltar a campo após tanto tempo afastado. "Estou muito feliz pela vitória, também feliz por voltar. Tive que ouvir muitas coisas e inverdades", desabafou o meia, que se colocou à disposição de Renato Portaluppi para o Grenal da próxima quinta.

O treinador, inclusive, fez coro ao seu jogador, e mostrou felicidade com o retorno de Jean ao time do Grêmio. "O mais importante é que ele está de volta. E eu quero ele 100%", disse Renato.

A volta de Kannemann é mais incerta

Se por um lado a presença de Jean Pyerre pelo menos no banco de reservas da próxima quinta-feira é quase certo, a de Kannemann pode ser mais desafiadora. Isso porque o técnico Renato ainda fala com receio sobre o retorno do zagueiro, que teve uma lesão delicada no pé esquerdo.

Contudo, já liberado pelo Departamento Médico tricolor, Kannemann é uma opção viável ao técnico Renato Portaluppi, que agora deve avaliar a melhor decisão a ser feita para o clássico Grenal, a ser realizado na Arena do Grêmio, às 21h.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Grêmio
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!