O Grêmio recebeu uma ducha de água fria ao perder o primeiro turno do Campeonato Gaúcho para o Caxias. Embora no CT Luiz Carvalho já se fale em "águas passadas", o Tricolor Gaúcho ainda enfrenta as marcas deixadas pela derrota na Serra Gaúcha: as críticas sofridas pela escalação do técnico Renato Portaluppi.

A equipe adotou um tripé de volantes no meio-campo, utilizando Lucas Silva como protetor da zaga, enquanto Matheus Henrique e Maicon teriam mais liberdade para dar suporte às ações ofensivas.

Não funcionou. A equipe foi pouco efetiva, nada intensa, pouco assustou o Caxias durante os 90 minutos da partida.

O tripé de volantes do Grêmio

Se no Grenal o tripé de volantes funcionou muito bem, concedendo a posse de bola para o adversário, povoando o meio campo e saindo rápido no contra-ataque, contra o Caxias o festival de toques de bola sem efetividade reinou durante os 90 minutos, assim como contra o Aimoré, na fase de grupos do primeiro turno, quando o Grêmio saiu derrotado por 2 a 1, e a equipe se mostrou apática, pouco efetiva e sem ações ofensivas concisas.

A entrada de Thiago Neves também não surgiu efeito. Ainda sem ritmo, o camisa 10 não conseguiu centralizar o jogo, mas deve estar apto contra a equipe do América de Cali, na estreia da Libertadores, podendo ser uma opção para variação de jogo desde o início.

Enquanto Jean Pyerre não retorna, o Grêmio deve encontrar alternativas, podendo ter, inclusive, um trio ofensivo com Alisson, Pepê e Everton, com Diego Souza servindo como o pivô, e a clássica dupla de volante por trás da linha de três ofensiva.

Matheus Henrique comenta escalação do Grêmio

O volante Matheus Henrique concedeu entrevista coletiva recentemente e falou sobre diversos assuntos, envolvendo a escalação e a apatia da equipe nesta fase inicial de Gauchão. Sobre os três volantes no meio-campo, Matheus afirmou que as mudanças não foram radicais, e mantiveram o padrão de jogo da equipe. "Não teve para mim uma mudança grande", disse o volante.

"O Renato falou que queria um para proteger a defesa e dois para sair para o jogo", completou. Durante sua fala na coletiva, Matheus ainda admitiu o começo ruim da equipe, mas prometeu que no próximo sábado (29), a equipe já mostrará uma postura diferente da apresentada, quando enfrenta o Juventude, na Arena do Grêmio, pela primeira rodada do segundo turno do Campeonato Gaúcho.

Grêmio e a Libertadores

Prioridade de sempre no ano do Grêmio, a estreia na Libertadores está marcada para a próxima terça-feira (3), contra o América de Cali, na Colômbia. A partida diante do Juventude deve servir de laboratório para testar a provável equipe titular que enfrenta os colombianos na abertura da competição.

Siga a página Grêmio
Seguir
Siga a página Libertadores
Seguir
Siga a página Opinião
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!