A Libertadores 2020 segue interrompida por causa da pandemia do coronavírus pelo mundo. E a previsão de que o torneio volte ainda em maio pode ficar mais longe do desejável por causa do crescimento da disseminação da Covid-19.

Um dos que acredita que a volta do campeonato de clubes sul-americano pode ser prematura é o brasileiro Frederico Nantes, diretor de competições de clubes da Conmebol.

Volta da Libertadores? Sem projeção

Nantes participou nesta semana de uma palestra virtual ministrada pelo Ibmec. Na conversa, o dirigente declarou que há diversas previsões de datas para a volta do torneio que variam de maio até julho.

Mas afirmou que "não existem projeções" sobre quando a Conmebol poderá recolocar o torneio em disputa.

Para que a entidade possa ter a "certeza" de que a Libertadores possa voltar, as fronteiras de todos os países envolvidos devem estar abertas. Por enquanto, as fronteiras dos países seguem fechadas para impedir que o coronavírus se dissemine.

Libertadores suspensa até maio

A data com a qual a Conmebol trabalha com o retorno da competição é 5 de maio, conforme inicialmente pedido pela entidade. Mas a organização já admite que o torneio poderá ter sua volta estendida além do prazo mínimo dado para seu retorno.

Na palestra, Nantes reforçou que 'todos sentem falta de assistir futebol' e que, se houvesse a possibilidade, a Libertadores voltaria rapidamente a ser jogada.

Porém, voltou a ressaltar que a saúde de todos os envolvidos nas partidas é essencial e que deve vir em primeiro lugar.

O torneio foi interrompido com duas rodadas da fase de grupos disputadas. Com a indefinição sobre a volta das partidas e a possibilidade de problemas financeiros, parte da premiação que os times tem direto por participar desta fase foi antecipada aos time participantes.

A volta do futebol ainda é incerta

A Libertadores não é a única competição que está interrompida por causa do coronavírus. Praticamente todas as grandes ligas interromperam seus jogos devido à pandemia, assim como torneios como a Liga dos Campeões da Uefa e até jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo.

E outras competições esportivas como os Jogos Olímpicos e a Copa América, ambos adiados para 2021.

Apenas quatro países tem seguido com o futebol: Belarus, Burundi, Tadjiquistão e Nicarágua. Nenhum país sul-americano prosseguiu com suas atividades no futebol desde a paralisação por causa do coronavírus.

Siga a página Palmeiras
Seguir
Siga a página Flamengo
Seguir
Siga a página Grêmio
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!