O Palmeiras pode ter entrado na briga para trazer Edinson Cavani. O presidente do Verdão, Maurício Galiotte, disse em entrevista à Fox Sports que teve conversa com o empresário do atacante uruguaio no final de 2019 durante uma visita deste à Academia de Futebol.

No entanto, Galiotte declarou que vê como quase "impossível" a chance do atacante do Paris Saint-Germain vir para o Verdão pelo fato de que os salários do jogador estariam fora até mesmo da realidade do futebol brasileiro

Conversa com o agente de Cavani

Na entrevista, Galiotte contou sobre a conversa com Walter Guglielmone, que é agente e também meio-irmão do jogador do PSG, que aconteceu no final de 2019 durante uma visita destes ao CT do Palmeiras

"Veio o Walter, que é o irmão dele, e mais umas duas pessoas.

Conversamos durante um tempo, ele visitou a Academia de Futebol e deixou bem claro que a situação do Cavani ainda não estava totalmente definida. Ele estava visitando alguns clubes da América do Sul e isso ele deixou claro na conversa", disse o presidente palmeirense.

"E ele perguntou se o Palmeiras tinha interesse. Todos os clubes têm que ter interesse em um jogador dessa envergadura. Obviamente que a gente sabe o quão difícil é uma negociação desse porte, porque é um jogador que tem um salário alto. Depois dessa conversa, não nos falamos mais, até porque o pessoal dele não tinha decidido o que fariam no segundo semestre", comentou Galiotte.

Chances 'mínimas' de Cavani jogar no Palmeiras

"O que aconteceu é que foi aquilo, uma reunião para entender as expectativas de ambas as partes, e conhecer a estrutura do Palmeiras.

Falamos um pouco sobre o clube, um pouco do Cavani, um pouco da história. Enfim, foi uma reunião de trabalho. Mas até agora não houve nada de evolução, até porque diante de tudo isso o que está acontecendo, a chance (de Cavani vir) realmente é mínima", continuou.

Além da situação da pandemia do coronavírus, que atrapalhou praticamente todo o mercado da bola do futebol brasileiro, os salários que o uruguaio recebe no PSG são considerados muito altos para os padrões dos salários pagos pelo Palmeiras e também do futebol brasileiro.

Estima-se que Cavani receba por ano cerca de 10 milhões de euros (R$ 59,6 milhões) em salários.

Em termos de comparação, o maior salário de um jogador que atua no Brasil seria os R$ 1,5 milhão que Daniel Alves recebe no São Paulo e também o mesmo valor de salários de Arrascaeta no Flamengo. No Verdão, o maior salário do elenco é Dudu, com R$ 1,2 milhão.

Todos estes valores, no caso, são valores mensais e não anuais. O salário mensal de Cavani seria em torno dos R$ 3,3 milhões, segundo estimativas da imprensa.

Jogador quer deixar o PSG

Cavani tem contrato com o Paris Saint-Germain até o meio do ano e seu futuro na equipe francesa aponta para que o uruguaio deixe o clube. Com tal possibilidade, diversos clubes já começam a pensar em ter o atacante em seu elenco.

No Brasil, além do Palmeiras, Flamengo e Internacional sondaram a possibilidade de contratar o uruguaio. O São Paulo, através de Diego Lugano, também se colocou na disputa para contratar o atacante do PSG.

Fora do futebol brasileiro, Itália, Espanha e Inglaterra foram apontados como possíveis destinos do atacante, mas uma renovação com o PSG, apesar de remota no momento, não deve ser descartada.

Na Espanha, o principal candidato a contratar o jogador seria o Atlético de Madrid, que chegou a se aproximar de contratar o atleta recentemente.

A Inter de Milão também estaria atrás do futebol uruguaio, que poderia vir como substituto do argentino Lautaro Martínez, pretendido pelo Barcelona. O Newcastle, que foi recém-adquirido pelo príncipe de Arábia Saudita, Mohamed bin Salman, também pintaria como possível destino.

Siga a página Palmeiras
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!