A Sociedade Esportiva Palmeiras perdeu o jogo e sua invencibilidade na 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, ao ser derrotada pelo Botafogo, por 2 a 1, no Estádio Nilton Santos, nesta quarta-feira (7). Devido ao resultado adverso, a equipe dirigida por Vanderlei Luxemburgo não se aproximou do líder, Atlético Mineiro, e ocupa a 5ª posição, com 22 pontos.

Fazia 20 jogos que o plantel palmeirense não sofria uma derrota. A última tinha sido no dia 22 de julho, 1 a 0, a favor do Corinthians, pelo Campeonato Paulista.

Do lado dos representantes da estrela solitária botafoguense, uma marca negativa que gerava incômodo e representava o mau momento em que se encontravam na zona de rebaixamento foi quebrada: eram 10 duelos sem vitória no torneio nacional, mas isso mudou no segundo tempo do confronto, disputado de maneira emocionante até o fim.

Embora tenha criado chances de inaugurar o placar na primeira etapa, o Fogão, do técnico Bruno Lazaroni, foi mais feliz nas finalizações depois do intervalo. O lance rápido, que terminou na rede, aconteceu aos 54 segundos, em um cruzamento feito por Kevin, nos pés de Pedro Raul. O centroavante antecipou a zaga e deu um leve toque na bola, 1 a 0.

Logo em seguida, os cariocas chegaram ao segundo gol. Dessa vez, a jogada nasceu de uma falta batida por Victor Luis. Ele chutou forte, a bola desviou em Pedro Raul, sobrando para Caio Alexandre bater. O arqueiro Jailson fez ótima defesa, no rebote, Caio guardou, 2 a 0, aos 4’.

Precisando atacar e diminuir a diferença, o Palmeiras descontou com Willian, bem colocado dentro da área, fazendo 2 a 1, aos 31’.

O atacante dono da camisa 29 ainda desperdiçou um pênalti, quando o goleiro Diego Cavalieri acertou o canto esquerdo e espalmou para longe, aos 39’, assegurando a recuperação do alvinegro, e a saída da zona do descenso na tabela de classificação.

Escalações

  • Botafogo- Diego Cavaliere, Victor Luis, Victor Hugo, Marcelo Benevenuto, Kevin, Rafael Foster, Caio Alexandre, Keisuke Honda, Matheus Babi, Rhuan e Pedro Raul.
  • Palmeiras- Jailson, Felipe Melo, Marcos Rocha, Luan, Mayke, Patrick de Paula, Bruno Henrique, Raphael Veiga, Roni, Wesley e Willian.

Próximos compromissos

  • Sport Recife e Botafogo: domingo (11), às 18h15 (de Brasília), na Ilha do Retiro.
  • Palmeiras e São Paulo: sábado (10), às 19h (de Brasília), no Allianz Parque.

Entrevista coletiva de Vanderlei Luxemburgo

Perguntado sobre o comportamento diferente do Palmeiras nos dois tempos de jogo, Vanderlei comentou: “O primeiro tempo foi horrível.

Não jogamos bem, não compactamos a equipe e não conseguimos encontrar uma equipe coesa. O Botafogo envolveu a gente. Envolveu no meio-campo, com a defesa se virando com dois jogadores altos. Não existiu aproximação da nossa equipe”.

Segundo ele, no segundo tempo o Palmeiras tomou um gol “logo de cara”.

Eles criaram mais chances e jogaram bem a partir dos 15 minutos.

Sobre a queda da invencibilidade no Brasileirão, o técnico reagiu com naturalidade: “Um dia a gente iria perder. Hoje seria importante porque iríamos a 25 pontos. Estamos no bolo, mas era uma oportunidade para avançar porque a gente contava que teria um resultado positivo. Perder a gente iria perder, pena que foi hoje”.

Quando o assunto foi “contratação”, o experiente treinador avaliou que precisam fazer algo. Que eles têm muitos garotos, mas não podem esperar que a garotada resolva os “problemas do Palmeiras” e colocar essa responsabilidade nas costas deles. Eles estão disputando três importantes competições, e a diretoria sabe que o elenco é curto.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Palmeiras
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!