Nesta quarta-feira (9), o São Paulo Futebol Clube goleou o Botafogo por 4 a 0, no Morumbi, em confronto válido pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro, com isso o Tricolor chegou aos 50 pontos, abrindo sete de diferença do segundo colocado, Atlético Mineiro.

Brenner foi o nome do jogo marcando dois gols no primeiro tempo, um aos nove minutos, bem posicionado, utilizando a cabeça, colocando a bola no ângulo. Depois, em rápida troca de passes do campo defensivo para o ataque, aos 26’, Luciano o deixou livre para correr e finalizar forte, estufando as redes botafoguenses.

O dono da camisa 30 tricolor marcou pela vigésima vez na temporada.

Aproveitando o fato de possuírem um atleta a mais desde os 33’, por Benevenuto ter sido expulso, após atingir com a sola da chuteira a coxa de Luan, os donos da casa seguiram pressionando, Reinaldo fez o terceiro, acertando cobrança de pênalti, aos 47’.

Único destaque defensivo dos visitantes, Diego Cavalieri foi determinante para que a vantagem no placar não fosse maior durante quase todo o restante do enfrentamento, porém quando Hernanes arriscou chute de fora da área, aos 44’ da etapa final, o arqueiro nada pôde fazer, pois a trajetória da finalização foi indefensável, decretando o quarto êxito seguido do time de Fernando Diniz, no Brasileirão.

Pelo lado dos cariocas não há o que comemorar, o clube da estrela solitária, segue em crise, agora são seis derrotas em sequência no torneio, que colocam a equipe na 19ª posição, tendo 20 pontos em 24 partidas.

Escalações

  • São Paulo- Tiago Volpi, Juanfran, Arboleda, Bruno Alves, Reinaldo, Luan, Tchê Tchê, Igor Gomes, Gabriel Sara, Luciano e Brenner.
  • Botafogo- Diego Cavaliere, Marcinho, Benevenuto, Victor Hugo, Rafael Forster, José Welison, Caio Alexandre, Lucas Campos, Kalou, Bruno Nazário e Pedro Raul.

Entrevista coletiva de Fernando Diniz

Perguntado sobre quem está jogando o melhor Futebol do Brasil, neste momento, o técnico Fernando Diniz se manifestou.

“Acho que essa discussão não tem muito sentido, eu posso dizer que estou muito contente com o que o São Paulo vem fazendo, a gente está cada vez mais equilibrado, mas tem coisa para melhorar sempre, fizemos um primeiro tempo quase que impecável, no segundo, o time teve uma queda de rendimento que não era para ter, cedeu contra-ataques, que não era para ter cedido.

O que a gente tem que fazer é melhorar nosso time, pensar no nosso e trabalhar cada vez mais, melhorar coletivamente e individualmente, porque tem muita água para rolar ainda”, destacou.

Sobre a construção da relação com os atletas, o comandante Diniz elogiou o time. “O pilar centra do meu trabalho é a maneira que eu me relaciono e gosto de cuidar dos jogadores, então tem espaço para cobrar forte, para brincar, se divertir, eu não tenho receio de me aproximar dos jogadores, pois eles carecem disso, de serem exigidos na sua plenitude para que consigam se dar bem na vida. Além melhorar dentro do campo, tem que melhorar como pessoa, essa é minha preocupação”, encerrou.

Próximos compromissos

  • Corinthians e São Paulo, domingo (13), às 18h15 (horário de Brasília) na Neo Química Arena.
  • Internacional e Botafogo, sábado (12), às 19h (horário de Brasília), no Beira-Rio.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Brasileirão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!