A noite do dia 20 de janeiro de 2021 vai ficar marcada na história do São Paulo e dos torcedores por muitos anos. O time entrou em campo no Estádio do Morumbi para disputar 31ª rodada do Campeonato Brasileiro contra o Internacional. O tricolor entrou em campo na liderança da competição, com 57 pontos, seguido justamente pelo rival da noite, o Internacional, com 56.

O time entrou pressionado após uma queda brusca de desempenho no Brasileirão. Estava vindo de duas derrotas (4 a 2 contra o RB Bragantino, em Bragança Paulista, e 1 a 0 contra o Santos, no Morumbi) e um empate (1 a 1 contra o Athletico Paranense, em Curitiba) e vendo a liderança, que já havia sido de 7 pontos, ameaçada.

Era, portanto, o jogo para reverter a queda de desempenho e mostrar força na briga pelo título, mas a realidade foi muito diferente.

São Paulo foi atropelado pelo Internacional

No entanto, o time entrou desligado. Logo aos 8 minutos do primeiro tempo Cuesta abriu o placar para os visitantes, era o prenúncio da tragédia que se aproximava. Com Caio Vidal o Inter ampliou, 2 a 0. O São Paulo diminuiu e foi para o intervalo perdendo por 2 a 1.

No segundo tempo se esperava uma reação positiva do tricolor paulista em busca da virada, mas o jogo foi apático e em um intervalo de nove minutos Yuri Alberto marcou três gols e sacramentou um impressionante placar final: São Paulo 1 - 5 Internacional.

O time foi ultrapassado na tabela e a derrota foi histórica, pois se trata da maior derrota do clube paulista em toda a história do estádio do Morumbi em seus mais de 60 anos e mais de 1700 jogos.

Torcida do São Paulo pede demissão de Diniz

A derrota histórica marcou também a volta dos protestos da torcida pela saída do treinador Fernando Diniz. O técnico, que comanda o tricolor desde setembro de 2019 com pouco menos de 60% de aproveitamento teve a saída pedida em outros resultados considerados vexames.

Sob o comando de Diniz, o tricolor foi eliminado do Campeonato Paulista pelo Mirassol, eliminado na fase de grupos da Copa Libertadores tendo sido derrotado pelo modesto Binacional, do Peru, e eliminado na Copa Sulamericana pelo Lanús, da Argentina, já na primeira fase que disputou.

São Paulo também foi eliminado na Copa do Brasil, pelo Grêmio, após atuação apática no Morumbi.

Em todas as ocasiões a diretoria bancou a permanência do treinador. O presidente do clube, Júlio Casares, cancelou os compromissos que tinha na quinta-feira (21) justamente para tomar uma decisão sobre a saída do técnico.

Diretoria decide que treinador fica no cargo

A decisão da diretoria, no entanto, foi a de mais uma vez manter o Fernando Diniz no comando do tricolor paulista. A decisão acontece faltando apenas sete rodadas para o término do Campeonato Brasileiro, com o São Paulo ocupando a segunda posição, atrás justamente do Internacional.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Brasileirão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!