Roberto Pinotii, 73 anos, graduado em Ciência Política pela Universidade de Florença, que serviu na Brigada de Mísseis do Exército italiano na Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), e afirma ter cooperado com a inteligência do país na condição de consultor para assuntos relacionados a objetos voadores não identificados (ovnis/UFOs), acaba de escrever o livro UFO Contacts in Italy.

Publicado no idioma inglês, a obra prevista para ser lançada em 1 de fevereiro, contém intrigantes relatos de aliens, UFOs e abduções na Itália.

Contudo, a foto de um suposto extraterrestre no interior da espaçonave gera entusiasmo na imprensa e nos adeptos da teoria alienígena.

“As imagens de um ‘alienígena humano’ e o ‘painel de controle de um disco voador’ estão sendo publicadas em um livro de língua inglesa pela primeira vez, de acordo com a editora Flying Disk Press”, comenta Jon Austin, repórter do jornal britânico Express.

Apesar de não haver detalhes sobre o livro, o retrato do suposto extraterrestre vazou na imprensa. Na imagem granulada em preto e branco, tirada na década de 50, é possível observar o rosto de uma figura masculina com óculos de lentes escuras. Confira.

Conforme Roberto Pinotii, em 1957 o alien pousou em Francavillia, situado na costa do mar Adriático.

Ele também revela ao Express como tudo aconteceu. Conta que dois homens foram autorizados a entrar na nave e fotografá-la por dentro. “O diâmetro do ovni era de 24 metros, o da cabine de controle era de 10 metros”.

Humanos em contato com extraterrestres

De acordo com o ex-militar, fundador do Centro Ufológico Nacional da Itália (CUN), uma das mais antigas organizações privadas destinadas a estudar o fenômeno, há 50 anos em atividade, existem habitantes do país que estão envolvidos em encontros regulares com extraterrestres semelhantes aos humanos.

Segundo Pinotii, esses ET´s objetivam ajudar a humanidade. Eles construíram bases subterrâneas em diversas partes da Terra, inclusive na Itália. A mais importante delas está na costa adriática, próximo à região de Pescara.

O estudioso acrescenta que até mesmo o diplomata italiano Consul Alberto Perego foi testemunha de episódios relacionados a UFOs.Porém, para os céticos as fotos são apenas falsificações.

Talvez ele tenha forjado a imagem com o propósito de chamar atenção para o assunto. Afinal, por qual motivo o italiano manteve segredo sobre a foto durante todo esse tempo? Ou quem sabe, a idade avançada e o medo de levar a verdade para o túmulo, serviu de incentivo para abrir a ‘caixa de Pandora’.

Siga a página Curiosidades
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!