O menino nunca teria imaginado que uma simples mentira levaria a uma punição tão severa em sua vida. Um caso de violência contra uma criança veio à tona esta semana. Um vídeo mostra o pai batendo brutalmente no filho e, mesmo quando a criança consegue se soltar das garras do agressor, é agredida novamente.

Conforme informações repassadas pela Polícia, o homem foi preso depois que o vídeo se tornou viral no sábado (27) [VIDEO]. O acusado de ter cometido o crime foi identificado apenas como Mahendra, de 30 anos, e vive com a família na aldeia de Kengeri, no estado de Karnataka, no Sul da Índia. Segundo informações, a vítima, que tem 10 anos, teria sido agredida pelo fato de ter metido [VIDEO] para o pai.

Entenda o caso

De acordo com a imprensa local, o incidente aconteceu há dois meses, mas foi divulgado através das redes sociais no último sábado. O vídeo começa mostrando com clareza o homem levantando e jogando o filho em cima de uma cama.

Em determinado momento do vídeo, o menino consegue se livrar do pai, mas é agredido novamente. "Quantas vezes eu disse para não contar uma mentira", grita o homem enquanto seu filho pede misericórdia e acena com a cabeça dizendo: "Sim, você tem... Várias vezes."

Mesmo quando o menino chora de dor, o pai pode ser visto pegando-o e batendo-o contra a cama. Em seguida, a criança é jogada no chão. O menino indefeso é, então, repetidamente chutado nos ombros após. Nesse momento, o garoto junta as mãos e pede piedade. [VIDEO]

A mãe do menino foi quem gravou o vídeo

O vídeo foi gravado pela mãe da vítima, que também pode ser ouvida durante a gravação dizendo que o filho não pode mentir.

"Nenhuma criança pode mentir como você", diz ela.

O que é pior ainda é que o homem insistiu em gravar um vídeo do espancamento para que ele possa ser mostrado ao filho para se certificar de que ele não mentirá novamente.

O vídeo e a prisão

Segundo informações da imprensa local, o vídeo foi descoberto após a esposa do acusado ter levado o celular para ser consertado. Assim que o técnico viu o vídeo perturbador, imediatamente acionou uma ONG, relatando o espancamento do garoto. Em seguida, a entidade acionou a polícia de Bengaluru, cidade mais próxima da aldeia de Kengeri. Diante dos fatos, os policiais foram até a residência do acusado e prendeu Mahendra.

A vice-comissária MN Anuchaith, da polícia da Divisão Ocidental de Bengaluru, confirmou a veracidades dos fatos, acrescentado que uma investigação está em andamento. "O assunto está sendo investigado. Nós o acusamos de acordo com a Lei de Justiça Juvenil e as seções do Código Penal indiano", disse Anuchaith.