Todos os dias vários assassinatos são noticiados em vários meios de comunicações. Porém, em alguns casos os assassinatos são transmitidas online nas redes sociais. Foi exatamente o que aconteceu nesse caso. Na ocasião, um homem filmou seu assassinato, enquanto estava falando sobre suas celebrações de aniversário no Facebook Live. A vítima foi identificada como Prentis Robinson, um músico de 55 anos, que estava fazendo uma live usando uma vara de selfie, enquanto caminhava pela estrada rural Wingate, NC, na segunda-feira (26).

Homem é morto no momento que fazia uma transmissão ao vivo no Facebook

De repente, um homem usando um casaco azul aproximou-se dele e disparou quatro tiros. A aproximação do homem carregando uma arma de fogo aparentemente deixou Prentis assustado. Os dois trocam algumas palavras e Prentis diz que ele está ao vivo. O que acontece a seguir é ainda mais chocante. Quatro tiros são disparados em rápida sucessão tirando a vida de Prentis.

Porta-voz da polícia confirmou a veracidade dos fatos e a polícia está tentando descobrir o que levou a morte do homem

A Polícia confirmou mais tarde que Prentis foi encontrado já sem os seus sinais vitais. Uma ronda foi feita na localidade atrás do autor do crime, porém, ele não foi localizado pelos policiais. O porta-voz do xerife do condado de Union, Tony Underwood, também disse: "Estamos buscando pistas e tentando descobrir o que levou ao assassinato do homem".

Segundo informações, a vítima tinha o hábito de fazer vários Facebook Live. Amigos e familiares lamentaram a morte de Prentis. Um usuário chamado Walter Rorie escreveu: "Eu não estou apenas chateado, mas estou machucado. Essa foi um movimento covarde para matar esse homem em seu aniversário!". O assassino foi identificado como Douglas Colson e um mandado de prisão foi expedido para ele.

Veja o vídeo do crime

O Facebook removeu a filmagem da morte trágica de Prentis pouco tempo depois. Uma porta-voz disse: "Este é um incidente terrível e nossos pensamentos estão com a vítima e seus entes queridos". Eles também acrescentaram que vão emitir uma "tela de aviso" para qualquer upload futuro do vídeo e limitar o acesso para usuários com menos de 18 anos.

Um inquérito policial foi aberto e o caso está sendo investigado.

Leia também:

Menino é estuprado, queimado, espancado e enterrado em cova rasa pelo padrasto

Irmãs gêmeas são acorrentadas e abusadas pelo pai; uma delas teve 2 filhos dele

Membros de facção criminosa gravam vídeo surrando homem que bateu na mãe; veja

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!