O adultério é ter uma relação extraconjugal, o que é considerado censurável em termos sociais, religiosos, morais ou legais. Embora como as atividades sexuais constituam o adultério varia, bem como as consequências sociais, religiosas e legais, o conceito existe em muitas culturas e é semelhante no cristianismo, islamismo e judaísmo.

Um único ato de relação sexual geralmente é suficiente para constituir adultério, e um relacionamento mais longo é, às vezes, apontado como um caso extraconjugal. Historicamente, muitas culturas consideraram o adultério como um crime muito grave.

A prática frequentemente causa punição severa, geralmente para a mulher e, às vezes, para o homem, com penalidades, incluindo pena capital, mutilação ou tortura.

O adultério não é motivo de divórcio em jurisdições que adotaram um modelo término de matrimônio sem culpa. Em algumas sociedades e entre certos adeptos religiosos, o adultério pode afetar o status social dos envolvidos e resultar em ostracismo social.

Foi exatamente o que aconteceu com um líder religioso da Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd). Identificado como João Leite, ele foi destituído após ter assumido que traiu a sua esposa. O caso veio à tona na quarta-feira (14). Segundo informações, o pastor, que era o líder máximo da Iurd em Angola, teve relações sexuais com várias fiéis.

O fato foi confirmado pelo próprio pastor em um vídeo divulgado nas redes sociais e logo se tornou I. A gravação onde o pastor confessar ter traído a esposa tem mais de 1 milhão de visualizações e milhares de comentários, alguns apoiando a atitude do pastor em assumir seu erro e outros, contra.

O vídeo tem uma duração de 3 minutos e meio e já começa com o pastor dizendo que está gravando as imagens de livre e espontânea vontade. A esposa, identificada como Carla Leite, está ao lado do líder religioso.

No decorrer do vídeo, João fala sobre suas conquistas, relatando que muitas almas foram salvas através da sua pregação, mas ele diz que tem que ser sincero não só com os fiéis, mas com todos.

Nesse momento, o pastor revela que traiu a esposa, membros da igreja e amigos. Em seguida, o pastor pede perdão pelos erros que cometeu.

Veja o vídeo:

João Leite pede para as pessoas não o jugarem, pois está precisando de muito apoio nesse momento delicado que está enfrentando. De acordo com o pastor, ele sempre vai ser da Universal. João lembro que chegou à igreja e foi recebido de braços abertos no momento em que mais precisava, pois, segundo ele, a mãe estava passando por problemas sérios de saúde.

Durante a gravação do vídeo ,o pastor e a esposa parecem que estão chorando. Porém, a mulher permanece ao lado do esposo, mas não fala nada. No finalzinho da gravação, João Leite revela que ele não é mais pastor e nem obreiro da Universal e termina pedindo para as pessoas orarem por ele.

Leia também

Marido descobre na delegacia que ‘abusador’ da esposa na verdade é amante

Mulher é violada por vários homens e têm barra de ferro introduzida nas parte íntimas

Não perca a nossa página no Facebook!