Em um incidente chocante uma mulher foi encontrada morta pela Polícia sem roupas com uma garrafa de cerveja inserida em suas partes íntimas [VIDEO] na quinta-feira (17). Conforme relatos da polícia, o corpo da vítima, que começou a se decompor, foi descoberto em sua casa de um cômodo na área de Ashok Nagar, na Índia, depois que os vizinhos sentiram a falta da vítima. A vítima em questão morava na residência junto com o esposo e ambos trabalhavam como assalariado diariamente.

De acordo com a polícia, o homem desapareceu após o incidente, segundo informações do site indiano NDTV. As primeiras investigações feitas pela polícia revelaram que a vítima tinha 35 anos, e teria sido assassinada no início desta semana.

A polícia fez uma ronda na localidade atrás do esposo da vítima, que foi preso algumas horas depois. Em seguida foi levado para uma unidade policial da cidade. Embora o homem não tenha confessado se o autor do crime, ele apenas informou que a vítima era sua quarta esposa. De acordo com os policiais, suas primeiras duas esposas o deixaram e sua terceira esposa morreu em circunstâncias misteriosas.

Enquanto isso, uma autópsia realizada no corpo da vítima apontou que ela havia sido brutalmente estuprada. E com se não bastasse a tamanha crueldade com a vítima, o agressor ainda inseriu uma garrafa de cerveja e um refrigerante em suas partes íntimas, e como resultado ela sangrou até a morte. Os médicos acrescentaram que a vítima sofreu traumatismo craniano, já que sua cabeça foi batida contra a parede. [VIDEO]

Os policiais estão investigando o incidente e um caso de homicídio foi registrado.

Conhecimentos do casal disseram que, o marido da vítima suspeitou que ela estava tendo um caso com seu vizinho. O vizinho da vítima está sendo procurado pela polícia.

Outro crime bárbaro contra uma mulher

Em um incidente chocante ocorrido na vila de Dachepalli, em Andhra Pradesh, também na Índia, um homem supostamente estuprou uma menina de 14 anos, várias vezes e a engravidou. Embora a menina estivesse sendo agredida sexualmente nos últimos quatro meses, o incidente veio à tona no domingo (13), quando a adolescente desmaiou e sua família teve que levar jovem às pressas para um hospital. Onde os médicos descobriram que a menor estava grávida de três meses.

Ao ser interrogada por seus pais, a vítima finalmente revelou os abusos que vinha sofrendo pelo agressor. O acusado de ter cometido o crime foi identificado como Mahbub Vali, de 43 anos, supostamente a estuprou em várias ocasiões. Conforme relatos da vítima, o suspeito após os abusos tinha lhe ameaçado de morte caso ela contasse o que tinha acontecido para alguém. Após a denúncia da vítima o suspeito foi preso.