A lenda diz que quem fica de costas e joga uma moeda na Fontana di Trevi, retornará a Roma. Talvez seja por isso que milhares de moedas acabam diariamente na fonte mais famosa da capital italiana, gerando 1,5 milhão de euros por ano (o equivalente a R$ 6,3 milhões). Em 2001 o ex-prefeito Walter Veltroni decidiu que esse valor seria destinado à Caritas, uma organização dependente da Igreja Católica empenhada em ajudar os sem-teto. No entanto, a atual prefeita Virginia Raggi iniciou em outubro de 2017 um processo para rever como seria repassado o dinheiro arrecadado e estipulou que seria designado a projetos sociais e a manutenção do patrimônio cultural.

Dinheiro tirado dos mais pobres

Por conta das críticas, o concelho da cidade adiou a mudança até o final de 2018. Com o prazo finalizado, o jornal da Conferência Episcopal Italiana, Avvenire, publicou no sábado (12), um artigo intitulado "Dinheiro tirado dos mais pobres". O tabloide informou que a ação irá entrar em vigência no dia 1º de abril de 2019 e que uma empresa municipal será responsável por gerenciar o tesouro que cai todos os dias na fonte.A ONG católica Caritas, diz que a perda da renda afetará os pobres.

“Não previmos esse resultado", disse o diretor da Caritas, padre Benoni Ambarus, ao jornal Avvenire. "Eu ainda espero que não seja definitivo." A medida deixará a instituição sem uma parte importante de seus fundos, já que a quantia que vem da Fontana di Trevi representa 15% de sua renda anual e é destinada a projetos de caridade, desde ajuda a moradores de rua até refeitórios de sopa e centros de saúde. A decisão, criticou Avvenire, forçaria "a reduzir ou fechar muitos serviços para os mais pobres”. Após isso, muitos italianos foram às redes sociais para solicitar à cidade que reconsiderasse sua decisão, comunicou a agência de notícias Ansa.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Negócios Religião

A baixa popularidade de Virginia Raggi

Raggi se tornou prefeita de Roma em 2016 e pertence ao partido político Movimento 5 estrelas. Sua popularidade desabou por não dar atenção e nem solucionar os transtornos da cidade, que está altamente endividada. Em outubro, uma multidão de protestantes se juntou em frente à prefeitura para exigir que Raggi resolvesse questões relacionadas à coleta de lixo e aos buracos nas ruas da cidade.

Uma tradição que veio do cinema

A fonte di Trevi foi construída em 1732 e recebe milhares de turistas a cada ano.

A tradição de jogar moedas ficou conhecida após o sucesso da comédia romântica “A Fonte dos Desejos (1954)”, com trilha sonora de Frank Sinatra. O famoso monumento também apareceu no filme de 1960 "La Dolce Vita", no qual a atriz Anita Ekberg percorreu suas águas com um vestido sem alças.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo