O piloto foi forçado a fazer um pouso de emergência após um homem usar uma arma de brinquedo para tentar sequestrar um avião. O homem que tentou entrar na cabine ameaçou provocar uma explosão no voo da Biman Bangladesh Airlines. Diante de toda essa situação o piloto não teve outra alternativa a não ser fazer um pouso de emergência em Chittagong.

Segundo a agência Reuters, Kusum Dewan, comissário de Polícia da cidade no sudeste do país informou que homem que foi identificado como Mahmud Polash Ahmed, de 24 anos, estava de posse de uma arma de brinquedo. A ameaça de provocar uma explosão era falsa, pois o homem não estava com nenhum tipo de explosivo.

O avião, modelo Boeing 737, havia decolado de Daca com destino a Dubai, e passaria por Chittagong no momento em que o incidente aconteceu. No total, havia 142 passageiros. A maioria da tripulação conseguiu sair do avião sem quaisquer ferimentos. As autoridades ainda informaram que um membro da tripulação foi mantido como refém pelo criminoso.

S M Motiur Rahman é o major-general do exército de Bangladesh. O general informou que as forças de segurança tentaram fazer com que Ahmed se entregasse, porém, o mesmo se recusou, e o Exército não viu outra alternativa a não ser disparar um tiro letal no rapaz.

Problema com a esposa pode ter motivado o crime

Ao que se sabe até o momento, o homem tinha um atrito com a esposa. Existe uma possibilidade de que esse tipo de problema possa ter relação com o sequestro do avião, porém, nada está muito esclarecido ainda.

O major explicou que o homem parecia desequilibrado emocionalmente. Ele também confirmou que o rapaz poderia ter um problema com a atual esposa. Antes de ser morto, o homem pediu também para que pudesse falar com o primeiro-ministro. Dewan afirmou que o caso segue em investigação e que não pode chegar a uma conclusão antes da investigação terminar.

Segundo informações da Associated Press, a polícia conseguiu confirmar a identidade de Ahmed.

Sequestro de avião não solucionado

Muitas pessoas nem imaginam, mas existe um caso de sequestro de avião que até os dias de hoje não foi solucionado. O sequestro aconteceu há quase 5 décadas, mais precisamente em 1971, quando Dan Cooper se apoderou do Boeing 727 nos Estados Unidos e fugiu nesse avião e saltou de paraquedas com a quantia de 200 mil dólares.

O crime aconteceu na véspera do feriado norte-americano de Ações de Graça que é comemorado no dia 25 de novembro. Até hoje, o caso segue sem desfecho.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!