Na manhã desta segunda-feira (18), um homem abriu fogo em uma estação de bonde na cidade de Utrech, na Holanda. O ataque deixou nove pessoas feridas e três mortas. O ataque ocorreu por volta das 10h45 no horário local (6h45 Brasília), na linha de estação de bonde próximo da cidade de Utrecht, que fica as 32 km de Amsterdã, na Holanda. O suspeito responsável pelo ataque foi identificado pela polícia holandesa como Gokman Tanis.

A polícia ainda não tem muitos detalhes sobre o caso, já que nesse momento não é possível saber se ele agiu sozinho. Tanis foi preso horas depois do ataque, após uma grande operação para capturar o suspeito. De acordo com a agência nacional contra o Terrorismo da Holanda, o tiroteio que ocorreu nesta manhã na estação de bonde na cidade Utrecht. O atentado foi classificado com potencialmente terrorista de acordo com autoridades locais.

Antes de sua prisão, a população foi alertada para não se aproximar de Tanis. O suspeito é nascido na Turquia e tem 37 anos. O local do ataque foi isolado e serviços de emergência foram para o local para atender as vítimas do atirador. As autoridades recomendam que a população não fique próxima do local que ocorreu o atentado. Escolas, estações, aeroporto e mesquitas holandesas estão fechadas e o governo já manifestou o nível de alerta terrorista elevado.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Alerta máximo na Holanda

Até as 22h desta segunda, a classificação estava em número 5 na cidade de Utrecht, no restante do país estava com nível 4. De acordo com uma emissora local, chamada 'RTV', Tanis tem uma longa ficha: ele participou de pequenos crimes e um deles foi de um tiroteio que ocorreu em 2013. O primeiro-ministro, Mark Rutte, declarou que a possibilidade de motivação terrorista não foi excluída e uma equipe foi montada para cuidar do caso.

Onda de ataques

Em tão pouco tempo, dois casos semelhantes assustaram o mundo: o atentado que ocorreu hoje e o que aconteceu na Nova Zelândia, deixando 50 mortos. De acordo com a polícia local, o atirador que atacou duas mesquitas na cidade de Christchurch, na Nova Zelândia, pode ter agido sozinho, as demais pessoas presas depois dele não teriam nenhum envolvimento com o crime.

Brenton Tarrant, australiano de 28 anos, atacou uma mesquita na Nova Zelândia.

O ataque foi transmitido ao vivo pelo rapaz, através do Facebook. No último sábado, ele foi levado ao tribunal, e algemado e sorrindo, ele recebeu a acusação de homicídio, porém ainda há outros crimes que ele ainda dever ser acusado.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo