Um ataque a tiros, ocorrido neste sábado (3), em um supermercado na cidade de El Paso, no Texas, deixou 20 pessoas mortas e outras 26 feridas, com idades entre 2 e 82 anos. Um suspeito foi detido, de acordo com autoridades e ainda não se sabe a identidade das vítimas fatais, mas sabe-se que há três mexicanos entre eles. Cerca de 80% dos habitantes da cidade são de origem hispânica. A cidade fica na fronteira entre os Estados Unidos e o México.

Treze pessoas foram enviadas ao Centro Médico Universitário, sendo que uma delas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Duas crianças que foram enviadas ao local foram transferidas para o Hospital Infantil de El Paso. Outros 11 feridos, entre 35 e 82 anos, sendo nove em estado crítico, foram levadas para o hospital Del Sol. As autoridades pedem urgentemente doações de sangue e longas filas de pessoas querendo ajudar se formaram.

Por ser início do ano letivo nos Estados Unidos, a loja estava cheia de pessoas comprando material escolar na hora do ataque, ocorrido por volta das 11 horas, horário local (14 horas pelo horário de Brasília).

Segundo informações havia na loja entre 1.000 e 3.000 clientes, além de 100 funcionários.

Não existem informações a respeito de brasileiros que tenham sido mortos ou feridos no ataque.

Um suspeito preso

A prefeitura de El Paso havia informado que três pessoas haviam sido detidas suspeitas de terem cometido o ataque. Mais tarde, porém, as autoridades confirmaram que apenas um suspeito foi detido. Ele foi identificado como Patrick Crusius, de 21 anos, e teria se entregado ao ser visto pelos agentes.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia Curiosidades

A Polícia está investigando possíveis mensagens racistas postadas pelo atirador antes do ataque. “Temos um manifesto deste indivíduo que indica, em certa medida, um possível vínculo com um crime de ódio”, afirmou o chefe de polícia de El Paso, Greg Allen. Imagens de câmeras de segurança registraram o suspeito usando fones, óculos escuros e um rifle.

Vídeos feitos por clientes do estabelecimento mostraram pessoas se escondendo em meio aos tiros e saindo do local de mãos para cima.

O presidente dos Estados Unidos Donald Trump se manifestou a respeito do ataque e ofereceu apoio ao governador do Texas. Um centro de apoio foi montado nas proximidades do supermercado para dar apoio aos familiares das vítimas.

Segundo ataque na semana

Este foi o segundo ataque a tiros com vítimas, ocorrido nos Estados Unidos nesta semana. No último domingo (28), um jovem de 19 anos invadiu um festival gastronômico na cidade de Gilroy, na Califórnia, matando três pessoas, dentre elas um menino de seis anos, e deixou 11 feridas. O atirador, identificado como Santino William Legan foi morto após o ataque.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo