Uma festa realizada por estudantes universitários do Alabama, nos Estados Unidos, foi realizada com o intuito de contaminar os participantes com o novo coronavírus.

Os estudantes universitários do estado do Alabama criaram uma competição irresponsável e perigosa no evento, onde a primeira pessoa que contraísse a Covid-19 ganharia um prêmio em dinheiro.

O vencedor da competição surreal receberia todo o dinheiro arrecadado com as entradas pagas pelos participantes do evento.

A doença mortal responsável pela morte de milhares de pessoas em todo o mundo, virou piada na mão dos estudantes, que por acaso residem no país de maior registro de infectados e mortes do mundo.

Os Estados Unidos são os maiores afetados pela Covid-19, sendo responsáveis por um quarto de todas as mortes e contaminações registradas no planeta.

CNN

A rede de tv americana CNN registrou a festa. O evento aconteceu em Tuscaloosa, uma cidade pequena que tem pouco mais de cem mil habitantes. Os convites para a festa eram realizados através de redes de amigos e conhecidos, que tinham como objetivo serem contaminados no menor tempo possível para vencer a competição.

Declarações

A vereadora de Tuscalossa, Sonya McKinstry, revelou que inicialmente acreditavam que a realização da festa não passava de boatos, porém decidiram investigar, recebendo assim a informação do Estado e de equipes médicas, de que os rumores eram verídicos.

De acordo com McKinstry, a festa não é apenas algo irresponsável e sim muito perigoso, os reflexos de um evento com este objetivo podem causar graves consequências, levando a contaminação de familiares e principalmente de pessoas idosas ou na área de risco. De acordo com as autoridades locais essa não é a primeira festa desse tipo que acontece na região, outros eventos já foram registrados anteriormente.

Arrol Sheehan, do departamento de Saúde Pública da cidade, informou que existe uma lei vigente no estado, que obriga pessoas infectadas com o vírus a ficarem em isolamento total durante duas semanas em suas residências. Em caso de violação a multa chega à US$ 500, correspondente a R$ 2.672,00.

Registros de casos

Os Estados Unidos tiveram dois dias consecutivos com 50 mil registros de novos casos, batendo recordes desde o início da pandemia.

O estado do Alabama onde ocorreram as festas, chegou a marca de 39 mil contaminados pela Covid-19, registrando 995 mortes.

Os governantes de Tuscalossa intensificaram as investigações correspondentes a esse tipo de festa, o uso obrigatório de máscaras também foi determinado durante esta semana.

As medidas tomadas tem como objetivo diminuir ações inconsequentes por parte da população, que podem dificultar ainda mais o combate a pandemia.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!