Mais uma conquista para as mulheres transsexuais foi divulgada pela ativista Jari Jones. Ela, que é negra e trans, dominou a fachada da loja da marca Calvin Klein, em Manhattan, na cidade de Nova York, nos Estados Unidos. O outdoor é enorme e teve como destaque Jari Jones, que foi uma das nove modelos que participou da campanha.

A ativista comemorou a conquista estourando um champanhe na frente do outdoor e publicou tudo em seu Instagram. Jari tem 171 mil seguidores, que vibraram com ela a conquista.

Na legenda, Jari escreveu que estava cansada de procurar por momentos durante sua vida, então decidiu criá-los.

Ela ainda disse que a conquista não é para ela, mas sim para "o próximo sonhador esquisito, trans, deficiente, gordo, preto", que, segundo ela, estará esperando seu momento de brilhar.

Pabllo Vittar estrela companha da Calvin Klein

A Calvin Klein tem mostrado a importância da visibilidade. Isso se mostrou nítido quando a cantora drag queen brasileira Pabllo Vittar estrelou também uma campanha da marca.

A campanha internacional aconteceu no mês de maio, em comemoração ao Dia do Orgulho LGBTI, que é comemorado dia 28 de junho em todo o mundo. Pabllo Vittar participou da mesma campanha que Jari Jones, a Proud In My Calvins.

Na campanha, Pablo aparece em imagens montada como drag queen e também em fotos sem peruca ou maquiagem.

A marca também lançou uma série de vídeos, onde Pablo Vittar, assim como outras participantes, falaram sobre suas experiências.

A cantora brasileira disse que toda vez que se maquia, coloca cílios, peruca, se sente feliz, pois essa é ela de verdade. Ela ainda completou, disse que se sente grata pelo apoio que recebeu da família, pois sempre seguraram em suas mãos e disseram que a amavam independente de suas escolhas.

Além de Pablo Vittar e Jari Jones, participaram da campanha Mina Gerger, Tommy Dorfman, Ama Elsesser, Reece King, Gia Woods e o casal Chella Man e MaryV.

Calvin Klein apoia causas LGBTI

Além da campanha em comemoração ao Dia Internacional do Orgulho LGBTI, a marca também apoia organizações que protegem os direitos humanos das pessoas LGBTI, o objetivo é o de arrecadar recursos para o OutRight International, a OnePulse Fundation e a PFLAG National.

Nas redes sociais a Calvin Klein disse que agora mais que nunca é importante que as pessoas se unam, em todas as comunidades pelo mundo impactadas pela Covid-19. Ainda disse que a marca se sente orgulhosa de apoiar e celebrar com a família LGBTQ+ agora e sempre.

Para quem não sabe a primeira parada do orgulho LGBTI aconteceu em 1970, um ano após um grupo da comunidade reagir a ataques homofóbicos e causar uma rebelião em um bar de Nova York.

Siga a página LGBT
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!