O cenário político brasileiro foi balançado nos últimos tempos, já que o favoritismo das Eleições em 2018 estava entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o deputado federal Jair Messias Bolsonaro (PSC-RJ). Porém, agora, ambos podem perder votos para um novo candidato.

Jair Bolsonaro sempre aparece em segundo nas pesquisas presidenciais com cerca de 20% das intenções de votos, e Lula sempre aparece em primeiro com cerca de 40%.

Publicidade
Publicidade

Novo candidato arranca votos de Bolsonaro

O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa é o mais novo pré-candidato à Presidência da República em 2018 e pode tirar votos do pré-candidato Jair Bolsonaro. Isso se dá porque, apesar do magistrado ter opiniões muito diferentes do deputado federal, ele é semelhante no fator de falar o que pensa. Além disso, por não ser muito político, eles acabam conquistando boa parte da população.

Publicidade

Joaquim Barbosa tem pensamentos que se encaixam mais à esquerda política, porém muitos não sabem a sua ideologia e eleitores da direita política acabam apoiando o magistrado por ser uma pessoa honesta e que lutou contra a corrupção, assim como muitos apoiam uma possível candidatura do juiz federal responsável pela Operação Lava Jato, Sérgio Moro.

O ex-ministro já disse que não se preocupa muito com uma candidatura à Presidência da República, mas também não descarta a possibilidade, caso algum partido faça a proposta.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Eleições

Joaquim Barbosa compondo chapa de Marina Silva?

É possível que o ex-ministro componha a chapa presidencial da pré-candidata à Presidência da República Marina Silva (Rede Sustentabilidade), já que os dois ficaram em uma conversa longa por telefone e alguns dentro do partido já consideram Joaquim como vice na candidatura de 2018.

Se caso Joaquim Barbosa compor uma chapa com Marina Silva, é muito provável que Jair Bolsonaro não perca mais tanta força quanto iria perder se o ex-ministro fosse cabeça de chapa.

Joaquim Barbos já afirmou que é um cidadão brasileiro e observador do cenário político nacional. Ele acompanhou o julgamento da chapa Dilma/Temer na primeira fila do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). No cenário do julgamento, o ex-ministro deu diversas opiniões sobre a crise política que o Brasil está passando.

Isso só ressaltou, ainda mais a possibilidade de Joaquim Barbosa entrar na política em 2018, até porque ele já afirmou que vem recebendo sondagens de partidos políticos.

Publicidade

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo