A deputada pelo Partido Comunista Brasileiro, o PSOL, Manuela d’Avila – que já foi anunciada como a candidata à Presidência da República nas eleições desse ano de 2018, acabou aceitando um convite para lá de inusitado nas redes sociais em dezembro de 2017. Um seguidor do Twitter chamado Maicon Küster fez uma proposta para a política e mãe de Laura Leindecker para que os dois saíssem, à noite, sozinhos em busca de um local bom, agradável e tranquilo, para terem um bom papo e comerem um lanche apetitoso, e, depois desse momento de tranquilidade, Maicon ainda disse que o que acontecesse dali por diante “só Deus sabe”. [VIDEO]

“Oi deputada @manudeputada queria saber se um dia desses, que você tiver folga no plenário, a gente podia sair um dia desses sem compromisso, só para comer um ‘dogão’ [grande cachorro quente na linguagem popular] e trocar uma ideia..

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Governo

Ai o que acontecer depois só Deus sabe (risos)”, disse o internauta [VIDEO], em tom de brincadeira mas com um toque de seriedade em sua proposta para a deputada do PSOL.

Mas, por incrível que pareça, a própria deputada do PSOL acabou percebendo que havia uma notificação em seu twitter, de Maicon.

Ela mesma foi conferir o que era e viu a proposta – e o resultado deve ter surpreendido [VIDEO] até mesmo ao próprio Küster.

‘Vamos ali na Borges, é pertinho da Assembleia’, disse a deputada, aceitando o convite

Manuela até sugeriu um local que supostamente ela já conhece muito bem quando a política está com fome. “A gente pode trocar uma ideia comendo um cachorro de ‘towner’ ali na Borges. É pertinho da Assembleia e vem com um copo de refri”, comentou a candidata do Partido dos Comunistas, com relação à proposta do internauta. “Tá desesperado, heim, amigo?! Se for o caso, faz uma vaquinha. Tem umas GP (garotas de programa) no mercado que dão de dez a zero numas aí. E é mais barato”, zombou um seguidor de rede social, contrário à deputada comunista.

“O padrão dela é baixo mesmo, talvez tenha chance.

E ele tem cara de ‘cuck’ [homens que dividem as esposas e namoradas com outros homens], socializa a mulher e tal”, disse outro internauta. Manuela Pinto Vieira d’Ávilla, além de ser política pelo PSOL, também é jornalista e já atua como deputada há alguns anos. Ela se elegeu como deputada federal pelo Rio Grande do Sul já em 2007, quando também era filiada pelo Partido Comunista Brasileiro, e até o ano de 2015 foi a líder do PSOL na Câmara, participando de grandes debates polêmicos na casa.

Manuela foi casada com Duca Leindecker, com quem teve uma filha, até o ano de 2012.