Nesta sexta-feira (13), o deputado federal e pré-candidato à presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) foi denunciado ao Supremo Tribunal Federal (STF) [VIDEO] pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pelo crime de racismo. A denúncia é baseada em uma palestra que Bolsonaro concedeu no Clube Hebraica, no Rio de Janeiro, em abril do ano passado.

No evento, Bolsonaro criticou as comunidades quilombolas. De acordo com a denúncia, o parlamentar usou expressões de cunho discriminatório e de incitação de ódio.

A denúncia acendeu a guerra travada entre Jair Bolsonaro e a Rede Globo. O motivo é simples: quando anunciou sua pré-candidatura à Presidência [VIDEO] da República, no mês passado, Bolsonaro não ganhou uma nota sequer na maior emissora do país.

Nesta sexta, com a denúncia, ele foi assunto no “Jornal Nacional”, principal telejornal da emissora, e também no “Jornal da Globo”. Durante a exibição de reportagem sobre a denúncia no “JG”, Eduardo Bolsonaro (PSL), deputado estadual por São Paulo e filho de Jair, criticou a emissora no Twitter. A defesa de Jair Bolsonaro criticou a denúncia.

Seguidores de Bolsonaro odeiam a Rede Globo

Para os seguidores e possíveis eleitores de Bolsonaro no pleito deste ano, a Rede Globo odeia o deputado conservador. Nesta sexta, por exemplo, diversas pessoas criticaram a emissora após reportagens sobre a denúncia contra Bolsonaro.

A conta oficial do “Jornal Nacional” postou a notícia no Twitter e foi bastante criticada por seguidores de Bolsonaro, que lamentaram o fato de a emissora só lembrar que ele é pré-candidato à Presidência da República quando a notícia é negativa.

“É impressionante, qualquer notícia negativa ou pejorativa a ZH/RBS ou a Globo noticiam na hora sobre o Bolsonaro. Mas quando ele se filia ao partido e é recebido em todos os aeroportos por multidões eles não falam nada. Mídia manipuladora e corrupta”, comentou um seguidor do parlamentar.

Pesquisas

Jair Bolsonaro conta com o poder das redes sociais para se manter entre os primeiros colocados nas pesquisas de intenção de votos para as eleições presidenciais deste ano.

Em alguns dos cenários, ele aparece na primeira posição.

Para muitos de seus seguidores, Bolsonaro vai ganhar a eleição no primeiro turno. Para os analistas políticos, isso é praticamente impossível, mas Jair Bolsonaro tem grandes chances de ir ao segundo turno do pleito presidencial contra qualquer um de seus concorrentes.