O deputado eleito pelo PDT Túlio Gadêlha, namorado de Fátima Bernardes, ao se encontrar com Rodrigo Maia, candidato à reeleição para a presidência da Câmara dos Deputados, não poderia imaginar a polêmica que a foto postada em seu Instagram iria causar.

O post rendeu muitas críticas dos internautas. A revolta na web se deu por conta de Rodrigo Maia ter o apoio do PSL, o partido do presidente Jair Bolsonaro.

Na legenda da foto, Túlio claramente defendeu sua conversa com Maia e enfatizou que, por enquanto, não está certo quem ele apoiará para a presidência da Câmara.

Gregório Duvivier fez um questionamento sobre a junção entre os políticos citados. O humorista fez um comentário constrangedor no post.

Túlio não quis deixar o ator sem resposta e soltou logo o que estava pensando sobre o comentário e perguntou para o ator se ele havia lido o que ele escreveu.

Prontamente o humorista deu a resposta à sua pergunta dizendo que leu e achou uma bost* e logo fez outra indagação a Túlio Gâdelha. Duvivier perguntou: “Você acha mesmo que Rodrigo Maia está interessado em 'conter retrocessos'? Esperava mais".

Outros Famosos também demonstraram indignação com a foto, inclusive a atriz Guta Stresser, que votou em Haddad (PT) na eleição presidencial. Carolinie Almeida Figueiredo também deu sua opinião dizendo: "Afffffff.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Governo

Eu tinha tanta esperança de você presidente".

A foto postada pelo deputado teve mais de seis mil comentários. O café da manhã com Rodrigo Maia não foi bem visto.

Túlio Gadêlha ainda postou: 'Dialogar sempre' e algumas fotos acompanhado de políticos

Comentários de seguidores insatisfeitos

O post teve centenas de comentários. Muitos usuários disseram se sentir decepcionados com o deputado, reprovando o café da manhã com Maia e discordando do post do deputado.

Um seguidor comentou: "Qual a coerência de ser oposição e apoiar candidato da presidência da Câmara do atual Governo? PDT perdeu toda a noção. Vocês estão dando voto em quem quer manter isso aí".

Outro comentário advertia: “E não, não estou cego. Tenho grande afinidade ao PDT, mas não apoio tudo que o partido faz. Tenho minhas divergências e, com certeza, se apoiar o Maia, essa será uma de minhas divergências.

Mas, sim, deve-se existir diálogo, principalmente quando existem pautas para serem aprovadas em favor da população. Pautas democráticas e antifascistas, como as que o PDT defende e que depende muito do futuro presidente da câmara. Meu total apoio é ao grande nome da esquerda progressista Alessandro Molon. Jamais defenderia o Maia para a presidência, mas sou incapaz de defender um diálogo entre dois deputados onde quer que seja".

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo