Na última quinta-feira (21), em Sumaré, no interior de São Paulo, o vice-prefeito Henrique Stein Sciascio fez uso de sua página oficial no Facebook e publicou um vídeo no qual é possível ver que ele está quebrando o radar móvel que havia sido instalado na região do Jardim Picerno, mais precisamente na avenida Fuad Assef Maluf.

O político aparece gritando nas imagens dizendo que na cidade dele não terá radar móvel.

Henrique afirmou que estava agindo por determinação de uma ordem do prefeito Luiz Dalben (PPS). Ele ainda mandou um recado ao secretário de transportes da cidade e ordenou que todos radares sejam retirados. Ele chegou a se referir aos radares como "porcarias móveis". Ele ainda pegou o equipamento e afirmou que está levando para o seu gabinete e desafiou a qualquer um que queira tirar o artefato de sua posse.

Aos funcionários da empresa que é responsável pelos radares, ele afirmou que não é moral um monitoramento móvel. O vice-prefeito afirmou que a fiscalização deve ser feita de forma justa e moral e disse que a empresa não poderá continuar fazendo o monitoramento lá. A transmissão chegou ao fim após Henrique caminhar até a caçamba de uma caminhoneta com o equipamento.

Prefeitura emite nota e responsabiliza vice-prefeito pelo ato

Em uma nota emitida pela Prefeitura de Sumaré, foi afirmado que o vice-prefeito é responsável pelos próprios atos. Na nota também foi informado que o prefeito da cidade ainda não tinha assistido ao vídeo que foi publicado nas redes sociais.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Curiosidades

Outra nota é emitida para esclarecer o ocorrido

Às 20h16 do dia 21, a prefeitura emitiu um novo comunicado no qual informou que Henrique foi convidado para ir ao gabinete do prefeito Luiz Dalben para esclarecer o que ocorreu.

Na nota publicada ainda ficou esclarecido que de fato havia uma determinação do prefeito para que seu vice se dirigisse aos pontos em que os radares móveis estavam instalados e fizesse a remoção dos mesmos.

O vice também esclareceu que a decisão foi tomada após a população fazer reclamações em relação a falta e transparência na instalação dos radares. O vice afirmou que tal procedimento vai contra com as diretrizes da atual administração.

Ainda na mesma nota foi informado que a prefeitura preza pelo dever de realizar uma gestão transparente e clara para que dessa forma possa oferecer a população serviços que não tragam prejuízos a ela.

Ao final do comunicado é informado que o objetivo de retirar os radares móveis das vias foi completamente cumprido.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo