O apresentador da Rede Globo Fausto Silva novamente decidiu expôr o seu pensamento sobre o cenário político brasileiro e desabafou ao vivo durante o seu programa "Domingão do Faustão", neste domingo (26). Aproveitando a presença do seu convidado, o cantor Lulu Santos, Faustão citou uma das músicas do artista que foi gravada em 1994 e demonstrou incertezas sobre para onde está caminhando o futuro da humanidade. Vale ressaltar que, neste domingo (26), várias manifestações pró-Bolsonaro tomaram conta do país. A população exigia que fossem aprovadas reformas e que deixassem o presidente trabalhar, já que o Congresso tem frustrado várias pretensões dos ministros de Bolsonaro, como, por exemplo, o pacote anticrime proposto por Sergio Moro, que chefia o Ministério da Justiça e Segurança Pública.

"A canção Assim Caminha a Humanidade você fez em 1994. E agora, neste 2019? Para onde vai a gloriosa humanidade, com Trump nos Estados Unidos, com o Brexit, de direita. Putin, Bolsonaro… Pra onde vai a humanidade? Cada lugar tem o seu", disse Faustão.

Reação de Lulu Santos

O cantor demonstrou um pouco de surpresa com o apresentador entrar nesse assunto de política e respondeu que o certo seria perguntar sobre isso para os mesmos que foram citados pelo apresentador. Faustão continuou as suas alfinetadas e disse que se sente incrédulo com algumas manifestações da sociedade. Em seguida citou que hoje protestam em favor da reforma da Previdência e do pacote anticrime de Sergio Moro: "sociedade sabe o que quer, hein?".

Entretanto, o jurado do programa The Voice Brasil se posicionou um pouco diferente das incertezas de Faustão e disse que tem esperanças e que acredita que "a parte da humanidade que quer ir para frente acaba sempre vencendo".

Para Lula Santos, as vezes as coisas parecem andar para trás, ficando conservadoras e opressivas, no entanto, historicamente, para ele já se provou que a parte da humanidade que busca seguir para frente sempre vence.

Manifestações

Com camisas verde e amarela e cartazes de apoio ao Governo, manifestantes lotaram as ruas de mais de 150 cidades pelo Brasil, principalmente as capitais.

A principal defesa deles é para que o Congresso avance com a reforma da Previdência, da MP 870 que envolve a restruturação do governo, com o pacote anticrime de Sérgio Moro e a CPI da Lava Toga, que busca investigar ações de ministros dos tribunais superiores e que foi engavetada pelo Senado.

A deputada Carla Zambelli (PSL-SP) afirmou que as pautas das manifestações "migraram" para a agenda dos deputados. Vários outros parlamentares que apoiam Bolsonaro foram às manifestações, como o senador do PSL Major Olímpio.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!