Luiz Inácio Lula da Silva retomou com as críticas à possível candidatura do apresentador Luciano Huck à Presidência da República. O fato aconteceu neste sábado (8), quando o ex-presidente comemorava a festa de 40 anos do Partido dos Trabalhadores (PT), na cidade do Rio de Janeiro. "A Globo, depois de lançar o Bolsonaro, agora vai lançar o Caldeirão do Huck", disse o ex-presidente.

Segundo pesquisas, Huck pode ser um forte competidor do PT nas urnas, uma vez que o apresentador manifestou anteriormente nas redes sociais desejo de se candidatar à Presidência da República.

Mediante ao receio do PT perder votos para o apresentador, Lula fez um discurso voltado para o combate ao sucateamento do trabalho, exemplificando a falta de vínculos, e logo de garantias trabalhistas. Principalmente no que tange ao trabalho relacionado aos aplicativos.

Críticas de Lula às esferas do trabalho

Em sua fala, o ex-presidente citou que ao pedir pizza num determinado aplicativo é “maravilhoso para o consumidor”, no entanto, opetista chama a atenção para a situação dos trabalhadores. Lula criticou a naturalização dos termos “flexibilização” e “empreendedorismo”, uma vez que, segundo ele, tais termos estão distantes da realidade do trabalhador brasileiro e das garantias trabalhistas que acabaram se diluindo com a extinção do Ministério do Trabalho e Emprego.

O ex-presidente uruguaio José Mujica, que estava ao lado de Lula nas comemorações e também nos debates, criticou aqueles que enriquecem em cargos políticos. Ele disse que a política é um “compromisso” e que políticos precisam aprender a compreender a situação do povo que governam. Ou seja, a política deve ser engajamento, e não meio de enriquecimento. O uruguaio ressaltou que é preciso para o político aprender a viver da mesma forma que o povo vive.

Mujica defende que os políticos tenham uma vida simples e voltada para a militância em prol do povo, e não em prol de uma minoria rica que se privilegia com a política.

Deputada do PT comete gafe

A deputada federal Benedita da Silva (PT-RJ) passou por uma situação constrangedora ao anunciar a presença da "ex-primeira-dama" do Uruguai, quando Mujica rebateu tal nomenclatura, enfatizando que não há primeira-dama em países republicanos.

O evento em comemoração aos 40 anos do PT, aconteceu no Espaço Fundição, famoso por seus grandes eventos no Rio de Janeiro e com capacidade para cerca de 5 mil pessoas. O local ficou lotado durante todo o dia e contou com a presença de diversos líderes partidários de esquerda, dentre eles, membros do PDT, PSB, Psol e PCdoB.

Ao longo do dia, muitos dos discursos abordaram a necessidade de união desses partidos no atual contexto de governo do presidente Jair Bolsonaro. Fernando Haddad, ex-prefeito de São Paulo e candidato derrotado à presidência na eleição de 2018, fez um discurso onde chamou Bolsonaro e Paulo Guedes, atual ministro da Economia, de "parasitas".

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Lula
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!