Ainda no último domingo (26), o presidente da República Jair Bolsonaro chegou a responder “e daí?” para uma internauta em uma rede social quando ela questionou o fato de que Alexandre Ramagem, que possivelmente ocupará o cargo de diretor-geral da Polícia Federal é amigo dos filhos de Bolsonaro.

De acordo com informações do site G1, a internauta em questão usou a sua conta do Twitter para falar que Ramagem é amigo dos filhos do presidente da República e foi indicado por eles para ocupar o seu posto na PF. Ao ver a afirmação em questão, Bolsonaro fez a pergunta citada anteriormente e afirmou que ele conheceu Alexandre Ramagem antes mesmo dos seus filhos.

Saída de Sergio Moro do governo Bolsonaro

Ainda na ocasião citada, o presidente chegou a questionar o nome de Ramagem deveria ser vetado somente por isso e quais seriam os amigos que ele deveria escolher para ocupar o cargo em questão. É possível pontuar que o novo comandante da Política Federal foi o motivo que gerou a demissão de Sergio Moro, ainda na última sexta-feira (24).

Depois de um período de 1 ano e 4 meses comandando o Ministério da Justiça e da Segurança Pública, Moro tomou a decisão de deixar o cargo em questão e afirmou que Jair Bolsonaro estava tentando realizar interferência política na PF, órgão que possui ligações diretas com o ministério que Sergio Moro comandava.

Também na última sexta-feira, Moro chegou a exibir à TV Globo uma reprodução da conversa que teve com Jair Bolsonaro.

Na conversa em questão, o presidente da República fez a sugestão da troca do comandante da PF devido às investigações que estão sendo feitas dos seus aliados pelo órgão em questão.

No último domingo (26), o presidente da República chegou a usar uma das suas redes sociais para afirmar que Sergio Moro mentiu a respeito da ingerência da política quando se fala a respeito da Polícia Federal e afirmou que não chegou a fazer trocas relativas aos superintendentes do órgão em questão.

De acordo com informações veiculadas pelo site G1, logo após Sergio Moro pedir demissão do Ministério da Justiça, Alexandre de Moraes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) fez a determinação de que a Polícia Federal deve conservar em seus respectivos postos todos os delegados que estão atualmente investigando um esquema ilícito relativo à veiculação de notícias falsas e também sobre o financiamento de pautas que possam ser consideradas antidemocráticas.

Por fim, é possível pontuar que Alexandre Ramagem chegou a ser chefe da equipe de segurança de Jair Bolsonaro ainda durante o período eleitoral, no ano de 2018. Desde a ocasião citada, ele acabou se tornando um amigo próximo da família. Ramagem está na Polícia Federal desde o ano de 2005.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Siga a página Corrupção
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!